Siga-nos

Perfil

Expresso

Novo Aeroporto

Resumo do estudo que compara Ota a Alcochete nas mãos do governo

O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) entregou já ao Governo um sumário executivo do estudo comparativo entre a Ota e Alcochete para a construção de um novo Aeroporto.

Helder C. Martins

"No estudo existem mais factores críticos a favor de Alcochete do que da Ota, sem contudo haver uma clara preponderância de uma localização sobre a outra", disse ao Expresso um responsável técnico. "Mas, dado que os factores críticos estudados não terão com certeza a mesma ponderação, mantém-se tudo em aberto para a decisão política", acrescentou. O que quer dizer na prática que o estudo realizado pela equipa dirigida pelo LNEC permitirá ao Executivo escolher qualquer uma das localizações. E que os custos de construção na Ota ou a sua economia em Alcochete estão longe de serem tão díspares quanto se receava.

Tanto mais que os critérios de ponderação que vão servir ao Governo para avaliar os diferentes factores críticos permanecem desconhecidos. O sumário executivo entregue no gabinete do Primeiro-ministro e nas Obras Públicas faz a síntese dos relatórios sobre os sete factores críticos de avaliação considerados pelo LNEC: conservação da natureza, acessibilidade, gestão do espaço aéreo, riscos naturais e tecnológicos (geologia e geotecnia), análise financeira e ordenamento do território. Do ponto de vista da análise ambiental e de influência na economia Alcochete terá mais riscos, por exemplo.

Se do ponto de vista dos custos financeiros directos Alcochete parece ser a melhor localização, a diferença de custos de construção está perfeitamente integrada na margem de segurança de 10% que as grandes obras públicas costuma ter.

O relatório final do LNEC será entregue até ao final da semana, tendo o Ministério das Obras Públicas anunciado ao fim da manhã de hoje que será divulgado publicamente depois de recebido.