Siga-nos

Perfil

Expresso

Eleições no Reino Unido

David Cameron, a face da renovação

Aos 43 anos, David Cameron é o primeiro ministro mais jovem desde 1812 e também a face da renovação dos conservadores, até agora assombrados pela figura austera de Margaret Thatcher. Clique para aceder ao índice do dossiê Eleições em Inglaterra.

Nos cincos anos em que ocupou a liderança do partido tem tentado aproximar os Tories do centro, com preocupações com o ambiente, a educação e o sistema de saúde nacional.

Clique para aceder ao índice do dossiê Eleições em Inglaterra Para a sua equipa recrutou mais mulheres e representantes das minorias e apresentou-se como um homem pragmático e acessível, com valores simples e próximo da família.

Todavia, não conseguiu apagar completamente o estereótipo do partido composto por meninos ricos, pois que ele próprio frequentou o Eton College, a escola de muitos primeiros ministros e membros da família real.

Assessor de John Mayer

O biógrafo e jornalista James Hanning considera-o mesmo, "sem dúvidas, a pessoa mais privilegiada a tornar-se primeiro ministro desde Alec Douglas-Home", um nobre que conduziu o governo há perto de meio século atrás.

Cameron nasceu numa família rica e, depois de Eton, frequentou a seleta universidade de Oxford, de onde passou imediatamente para o partido conservador.

Foi assessor de John Major e diretor de Assuntos Corporativos no grupo de média Carlton Communications, antes de ser eleito deputado em 2001.

Candidatura inesperada

A sua candidatura à liderança do partido quatro anos depois foi inesperada e não era o favorito contra David Davis. Todavia, o discurso confiante, sem recurso a notas escritas e suportado por uma imagem telegénica, conquistou os militantes.

Cameron, que gosta de ser tratado informalmente por "Dave", tratou de mudar o símbolo do partido e substituiu uma tocha por uma árvore estilizada.

Nos últimos anos pediu desculpa pela posição do partido na recusa em apoiar sanções ao regime do apartheid na África do Sul e também pelas leis repressivas contra a homossexualidade.

Postura dura na Europa

Mas também adotou uma postura dura na Europa, deixando o Partido Popular Europeu para formar um novo grupo político com partidos mais radicais da Europa de Leste.

No ano passado emocionou o país com a morte do filho Ivan, de seis anos, que sofria de paralisia cerebral e epilepsia, mas há cerca de um mês anunciou que os dois outros filhos terão um irmão em breve.

Nos debates mostrou-se um político inflamado e bem humorado, destacando-se do oponente Gordon Brown por estar mais à vontade.

Mas na memória de muitas pessoas continua uma gaffe, cometida em 2006, um ano depois de assumir a liderança do partido. Para mostrar a sua preocupação com o ambiente, David Cameron resolveu viajar de bicicleta da casa no bairro de Notting Hill para o Parlamento, episódio devidamente registado pelas câmaras de televisão. Todavia, foi imediatamente ridicularizado, ao descobrir-se que a segui-lo estava um carro com motorista que transportava os sapatos e pasta de trabalho.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.