Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Família de Alcindo, assassinado por skins: “Pergunto-me que poder tem Mário Machado para ir assim à televisão”

A família de Alcindo Monteiro falou ao Expresso poucos dias depois da entrevista de Mário Machado à TVI. Os familiares preferem recordar mais a vida do que a morte do jovem e põem de parte a ideia de apresentar queixa contra a estação de televisão. “Não ia adiantar nada. E não era isso que o ia trazer de volta.”

Carolina Reis

Carolina Reis

texto

Jornalista

Tiago Miranda

Tiago Miranda

fotos

Fotojornalista

De quinze em quinze em dias, Luísa Monteiro faz um regresso ao passado para projetar um presente que podia ter existido não fosse o ódio e o racismo terem interrompido a vida do irmão. “Vou ao cemitério e falo com Alcindo. Digo-lhe: se fosses vivo hoje já terias uma família, a vida feita. O meu irmão morreu mas nós nunca o vamos esquecer.”

Alcindo Monteiro morreu às mãos de um grupo de skinheads, grupo do qual pertencia Mário Machado, no dia 10 de junho de 1995, no Bairro Alto, Lisboa, mas continua vivo entre os irmãos, sobrinhos e sobrinhos netos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)