Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Juíza autoriza investigação a “perdão fiscal” de Pinho

lusa

A juíza de instrução criminal que acompanha o processo da EDP e de Manuel Pinho ordenou ao Banco de Portugal que entregue ao Ministério Público os dados da adesão do antigo ministro ao Regime Excepcional de Regularização Tributária

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A juíza de instrução criminal Ana Peres, que desde o mês passado acompanha o processo do Ministério Público sobre suspeitas de corrupção envolvendo o ex-ministro Manuel Pinho e a EDP, instruiu o Banco de Portugal a entregar aos procuradores que investigam este caso toda a informação sobre a adesão de Manuel Pinho ao Regime Excepcional de Regularização Tributária (RERT), apurou o Expresso.

A decisão da juíza Ana Peres foi tomada no final de outubro e, segundo as informações recolhidas pelo Expresso, o Banco de Portugal já respondeu ao pedido de informação. Um avanço no processo que permitirá aos procuradores Carlos Casimiro e Hugo Neto ter mais informação sobre o património que Manuel Pinho acumulou fora de Portugal até 2012.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)