Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Ainda somos muito pequeninos para ter importância”

Tiago Paiva nas instalações da Talkdesk, nas Amoreiras, em Lisboa

TIAGO MIRANDA

O fundador e presidente da Talkdesk esteve esta semana em Lisboa, antes de rumar a Londres, onde vai abrir um escritório. Numa entrevista que pode ler na edição deste sábado explica os planos da empresa na sequência de ter assumido o estatuto de 'unicórnio'. E acedeu a dar a sua visão sobre o panorama do empreendedorismo em Portugal

A Talkdesk entrou recentemente no restrito clube dos unicórnios lusos (empresas avaliadas em mais de mil milhões de dólares) - onde apenas estão a Farfetch e a Outsystems -, na sequência da ronda de investimento recente que a levou a angariar 124,5 milhões de dólares através dos fundos Viking Global Investors e DFJ. Tiago Paiva, fundador e presidente da Talkdesk, falou com o Expresso sobre os planos desta empresa que permite criar centros de contacto telefónico através da “nuvem” e sobre a sua visão do panorama do empreendedorismo em Portugal.

Portugal tem estado a atrair cada vez mais empresas da área tecnológica. E na semana passada ficou a saber-se que a Web Summit vai ficar em Lisboa por mais dez anos. Como vê o panorama de empreendedorismo em Portugal?
Internamente há muito buzz, mas acho que ainda temos muito para fazer. É ótimo termos a Farfetch, a Outsystems, a Talkdesk e a Feedzai, mas no fim ainda somos muito pequeninos para ter importância.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido