Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Justiça iliba administradores de imobiliária falida ligada ao BPN

A OPI 92 era uma das empresas imobiliários do grupo que detinha o BPN

João Carlos Santos

A empresa OPI 92, que a Sociedade Lusa de Negócios adquiriu ao empresário Fernando Fantasia, e que se dedicava ao negócio imobiliário, vai ser liquidada, tendo a sua insolvência sido qualificada como “fortuita” e não culposa

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A empresa OPI 92, imobiliária que fez parte do grupo Sociedade Lusa de Negócios (SLN), juntamente com o Banco Português de Negócios (BPN), vai ser liquidada, encerrando um processo de insolvência que se arrasta há anos e no qual a Justiça vem agora sentenciar que não houve gestão danosa.

No anúncio de encerramento do processo de insolvência da OPI 92, publicado esta semana no portal Citius, pode ler-se que a insolvência é qualificada como “fortuita”, afastando, assim, a culpabilidade dos antigos gestores desta sociedade imobiliária do grupo SLN. Esta empresa ganhou notoriedade depois de ter sido revelado que a sua participada Constralmada tinha feito em 1999 um acordo com Aníbal Cavaco Silva, transmitindo a este a propriedade da casa de férias que o ex-Presidente da República tem no Algarve.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido