Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

As estrelas têm quatro vidas

d.r.

Depois de alguns discos de sucesso bem distante dos triunfos globais dos tempos de “Bad Romance” ou “Poker Face”, Lady Gaga chega ao seu primeiro grande papel no cinema na quarta vida de uma história cujas origens remontam aos anos 30. “Assim Nasceu Uma Estrela”, um ‘remake’ de um filme que, entretanto, foi reinventado com Judy Garland ou Barbra Streisand no papel principal, é assinado pelo ator Bradley Cooper, que aqui se estreia na realização. Chegou às salas esta quinta-feira

Se os gatos têm sete vidas, as personagens que o cinema cria e inscreve na história da cultura popular podem ter tantas quantas as vezes que alguém as recria e reinventa. A jovem cantora que alimenta o sonho de um dia ser uma estrela regressa esta quinta-feira aos ecrãs. Tem agora novo nome: Ally. O contexto ao seu redor é diferente, a sua história de vida também. As canções que canta não são as mesmas...

Mas, interpretada por Lady Gaga em “Assim Nasce Uma Estela”, Ally não é mais senão a quarta encarnação de uma personagem que o cinema viu pela primeira vez nos anos 30 na pele de Janet Gaynor, que nos anos 50 foi interpretada por Judy Garland e, nos anos 70, uma vez mais reinventada por Barbra Streisand.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido