Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Startups já não têm de sair de Portugal para angariar o primeiro milhão

Fundo foi anunciado por António Costa na primeira Web Summit de Lisboa, em 2016

Nuno Botelho

Por cada euro que um investidor estrangeiro meter numa startup nacional, o Estado português mete outro tanto

Joana Nunes Mateus

As candidaturas ao fundo 200M só abriram esta quinta, mas já há diversos investidores estrangeiros interessados em investir dezenas de milhões de euros, em parceria com o Estado português, nas startups nacionais.
Marco Fernandes, presidente da PME Investimentos e gestor do fundo 200 M, revela ao Expresso já ter recebido manifestações de interesse por parte de investidores americanos e do centro e do norte da Europa.
Estes primeiros investidores estrangeiros querem aproveitar o novo instrumento lançado pelo Ministério da Economia para apostarem em diversas empresas portuguesas que já identificaram nos sectores das ciências da vida, da biotecnologia, do digital ou do comércio eletrónico ligado, por exemplo, à indústria da moda.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)