Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Caso Infarmed: “O Governo foi sabotado por interesses corporativos”

Ricardo Valente diz que reviravolta contribui para a descredibilização dos políticos e leva a que apareçam os ‘Trumps’ desta vida

Rui Duarte Silva

Ricardo Valente avisa que a cambalhota do Infarmed ficará na história como uma anedota política. Vereador do pelouro da Economia, Turismo e Comércio da Câmara do Porto, e membro da candidatura da cidade à Agência Europeia do Medicamento, não tem dúvidas de que o Estado foi desrespeitado pelas suas próprias instituições, numa má decisão para o Porto, o Norte e o país

Foi o primeiro-ministro quem comunicou ao presidente da Câmara do Porto que afinal o Infarmed não seria deslocalizado?
Até hoje, ninguém do Governo comunicou nada ao Executivo municipal. Como todos os portugueses, fomos surpreendidos com a notícia através da comunicação social, quando o ministro da Saúde anunciou a decisão no Parlamento.

E entretanto houve algum um telefonema por parte de Adalberto Campos Fernandes?
Até agora (13h) não.

Percebeu o que quis dizer o ministro da Saúde com alteração de contexto político?
Não temos ideia. Que o país saiba, não houve nenhuma alteração do contexto político.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido