Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Rio na reunião que começa a discutir futuro de Orbán no PPE

José Carlos Carvalho

Presidente do PSD concorda com os eurodeputados sociais-democratas que votaram a favor do processo sancionatório contra a Hungria. Em Salzburgo, Rui Rio reúne-se ainda com os potenciais cabeças de lista do PPE na corrida às europeias e à presidência da Comissão Europeia.

Viktor Orban é o incómodo crescente dentro do Partido Popular Europeu, que esta quarta-feira deverá debater o que fazer com o Fidesz. O partido do primeiro-ministro húngaro garante 11 lugares ao PPE no Parlamento Europeu, e engrossa o número de líderes de centro-direita no Conselho Europeu, mas tem-se tornado também uma pedra no sapato, com as constantes notícias e os relatórios sobre ameaças à liberdades de imprensa, e do sistema jurídico.

Ao que o Expresso apurou, dentro do PPE, muitos consideram que convinha que Orbán saísse pelo próprio pé. Já ao húngaro convinha-lhe ser expulso, e a aproximação recente a Matteo Salvini e aos italianos nacionalistas da Liga é olhada como uma provocação. Até porque o húngaro já fez saber que não pretende deixar a família política antes das eleições europeias.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido