Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Comissário eslovaco é o primeiro socialista na corrida à sucessão de Juncker

epa

Vice-presidente da Comissão Europeia Maroš Šefčovič assume que quer ser o candidato do centro-esquerda nas eleições europeias. Mas o caminho não será fácil para os socialistas. Escolha vai ser feita no congresso de 7 e 8 de dezembro, em Lisboa.

É vice-presidente da Comissão Europeia (um dos seis), mas está disponível para se sentar na cadeira de presidente depois de Jean-Claude Juncker. O eslovaco Maroš Šefčovič confirmou esta segunda-feira que quer ocupar o cargo e antecipou-se aos restantes potenciais candidatos socialistas.

Mas o avanço não facilita uma corrida que tem de ser primeiro vencida dentro da família socialista europeia. E só depois a nível europeu, numa altura em que as projeções apontam para uma maior fragmentação do Parlamento Europeu, com perdas para os dois maiores grupos: o do Partido Popular Europeu e o dos Socialistas e Democratas (S&D).

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido