Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A quarta-feira política da UE: punição da Hungria e último discurso de Juncker sobre o estado da União

Vincent Kessler/Reuters

Parlamento Europeu vota esta quarta-feira relatório que aponta para risco de violação grave do Estado de Direito na Hungria. Orbán diz em Estrasburgo que já sabe que maioria vai votar “sim”, dando início a um processo sancionatório contra o país, e deixa farpas aos eurodeputados

Deixem-me dar as boas vindas ao primeiro-ministro Orbán, a quem queria dar um aperto de mão, mas ele chegou atrasado”, atirou a eurodeputada holandesa Judith Sargentini, sem disfarçar o mal-estar, na primeira intervenção no debate desta terça-feira no Parlamento Europeu, em Estrasburgo.

Ouviram-se algumas vaias e risos no hemiciclo. Viktor Orbán também se riu, mas Sargentini não achou muita graça, nem ao atraso do húngaro, nem ao que considera ser um risco claro de violação grave do Estado de Direito na Hungria.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido