Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Está preparado para que seja um robô a fazer-lhe uma entrevista de emprego?

A robô Vera é uma criação de uma startup russa e está a apoiar multinacionais de vários sectores de atividade no recrutamento

d.r.

Quer trabalhar para o gigante sueco de mobiliário IKEA, para a multinacional de cosmética L’Oreal ou para a Pepsi? Então prepare-se para conhecer Vera, o robô que contrata humanos

Catia Mateus

Catia Mateus

Jornalista

Poucos consultores de recrutamento conseguirão (ou poderão ambicionar) fazer num mês de trabalho o que Vera faz num dia: 1500 entrevistas a candidatos, que culminam numa shortlist de potenciais contratações a apresentar às empresas. Para o comum dos recrutadores isto poderia levar meses. É essa a vantagem da máquina sobre o homem, a capacidade de analisar a uma velocidade recorde quantidades massivas de dados e organizá-las de modo a que façam sentido e tenham uma utilidade prática. E é esse o trunfo de Vera. Resta saber se será suficiente para revolucionar o sector do recrutamento.

Mas quem é Vera, afinal? Vera é o robô-recrutador desenvolvido por uma startup russa, em 2017, que no último ano tem ajudado mais de 200 empresas - entre elas os gigantes Ikea, L’Oreal e PepsiCo, Microsoft, Burger King e Auchan – a preencher as suas vagas com os candidatos certos (sim, são humanos!). E não perca tempo a questionar se é possível ser entrevistado por um robô num processo de recrutamento. É, já está a acontecer e a questão certa é quando lhe vai tocar a si e se está preparado para isso. Mas lá iremos. Primeiro deixe-me apresentar-lhe Vera. Vai certamente cruzar-se com ela, ou com outro robô semelhante, a breve prazo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido