Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Como a TAP cresceu 50% desde a privatização – e como vai continuar

Ana Brígida

Desde 2015, a TAP passou de 10,6 para 16 milhões de passageiros transportados. No próximo ano será mais um milhão e meio. Com mais aviões novos, mais pilotos e mais rotas

Pedro Lima

Pedro Lima

texto

Editor-adjunto

Jaime Figueiredo

Jaime Figueiredo

infografia

Infográfico

A TAP prevê transportar este ano cerca de 16 milhões de passageiros, um crescimento superior a 13% face aos 14,1 milhões registados ano passado. Alargando a análise a 2015, ano da privatização da empresa, o crescimento acumulado será de 50% em quatro anos. A que se seomarão quase mais 10% em 2019: são essas as previsões anunciadas pelo presidente executivo da companhia em entrevista ao Expresso (publicada no sábado): “vou adicionar mais um milhão e meio de passageiros no próximo ano”, afirmou Antonoaldo Neves.

Só até agosto, foram transportados à volta de 10,6 milhões de passageiros, mais 14,6% do que no mesmo período do ano passado. Agosto marcou mesmo a quebra de um recorde – a empresa transportou mais de 1,5 milhões de passageiros nesse mês, um aumento de 8,3%, face a agosto de 2017.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido