Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

A máquina Emmanuel Macron avariou-se. E esta terça-feira há remodelação do Governo

Gonzalo Fuentes/Reuters

Presidente da França há 16 meses, Emmanuel Macron marcou pontos na Europa, mas mesmo aí é agora menos audível. Em França, está a cair de forma abrupta. Desde um escândalo, no início do verão, com o seu chefe da segurança, nada funciona. A gestão da demissão de Nicolas Hulot, única estrela do Governo, é uma calamidade. E o seu Governo nem sequer consegue levar avante uma reforma fiscal para lançar a retenção na fonte do IRS

Em apuros, o Presidente francês anuncia para esta terça-feira uma remodelação do Executivo. Para Emmanuel Macron, a vida está complicada. Uma semana depois da demissão, em direto numa rádio - sem aviso prévio aos chefes do Estado e do Governo -, do ministro de Estado e do Ambiente, Nicolas Hulot, ainda não conseguiu substituí-lo.

Tentou cativar Daniel Cohn-Bendit, outra grande figura mediática do movimento ecologista francês e europeu, mas este recusou entrar no Governo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)