Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Bloco geriu a crise Robles de forma desastrosa e parte para eleições em situação muito débil”

José Carlos Carvalho

Professor e colunista do “Público”, Nuno Garoupa aceitou responder às perguntas do Expresso sobre a crise vivida no Bloco de Esquerda na última semana, depois de se saber do negócio imobiliário do vereador de Lisboa Ricardo Robles. Garoupa acredita que o partido liderado por Catarina Martins deverá ser penalizado, politicamente e nas urnas, depois do que sucedeu. Uma versão condensada das respostas é publicada na edição semanal do Expresso, este sábado

Martim Silva

Martim Silva

Diretor-Executivo

Acredita que o Bloco de Esquerda pode ser penalizado por causa da polémica Robles?
O Bloco pode ser penalizado pela forma como geriu o caso Robles, e não pelo caso em si mesmo. Se o Bloco tivesse tido desde o primeiro momento o discurso que teve nos últimos dias, em vez das habituais cambalhotas, as cabalas e as justificações de claque, hoje estaria reforçado. Porque seria um problema do vereador Robles, mas não do Bloco.

Seria mais um episódio de um político que diz uma coisa e faz outra e que, em consequência dessa inconsistência, enriquece enquanto desempenha funções politicas (note-se, sem qualquer ilegalidade). Mas o Bloco teria mostrado que não reage nem lida com isso da mesma forma que os restantes partidos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)