Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Miguel Cadilhe acha “um engano, uma quase deceção”, pacote fiscal do Governo para o interior

Foto Alberto Frias

Ex-ministro das Finanças sugeriu propostas “revolucionárias” no âmbito do Movimento para o Interior. E acha “muito pouco ambicioso” o que na passada quinta-feira semana saiu do Conselho de Ministros. Miguel Cadilhe passou a documento as sete sugestões de política fiscal que não foram acolhidas

Miguel Cadilhe, proponente de algumas das propostas mais "revolucionárias" que o Movimento para o Interior entregou ao Presidente da República e ao primeiro-ministro em maio, está dececionado com o pacote de apoios ao interior aprovado na última quinta-feira pelo Conselho de Ministros. Pelo menos no que toca a apoios fiscais e financeiros.

"Pelo que se sabe – afirma Cadilhe ao Expresso – o pacote fiscal do Governo é muito pouco ambicioso, muito pouco estruturante, muito pouco discriminante". O ex-ministro das Finanças fala mesmo de "um engano, uma quase deceção".

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)