Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

“Não me cortam a cabeça, nem tenho duas cabeças”

Maria Antónia de Almeida Santos

TIAGO MIRANDA

Eleita porta-voz do Partido Socialista no último Congresso do partido, Maria Antónia quer fazer uma distinção clara entre si e a “voz” do partido. Mas não abdica da sua identidade: “não me podem amputar”

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

A nova porta-voz do Partido Socialista é uma mulher contida e discreta, ou tenta ser, como diz. Não gosta de falar de si própria, nem de dar opiniões que não sejam necessárias. O facto de assumir o cargo que era até há pouco de João Galamba - um estilo em tudo o oposto - não a aflige.

“Estas funções têm a ver com representar e dar voz a opinião e às ideias do meu partido, não é propriamente a minha opinião. Isso responsabiliza-me de alguma forma, mas é um cargo de representação. Terei o meu estilo, serei igual a mim mesma”, diz ao Expresso, na sua primeira entrevista no novo cargo.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)