Siga-nos

Perfil

Expresso

Expo’98 dez anos depois

O que é feito da Expo'98?

O Oceanário e o Pavilhão Atlântico são dos poucos recintos que se mantém intactos desde o fim do evento. Nos últimos dez anos houve muitas transformações no que estava feito, mas também abandono e falta de investimento.

Dos 224 módulos criados para acolher as exposições dos 146 países e 16 organizações que participaram na Expo'98, muito pouco sobrou. Contam-se pelos dedos os exemplares que sobreviveram no Parque das Nações, alguns deles transformados  em opções alternativas.

Há dez anos o Oceanário era um dos 'ex-libris' da Exposição Mundial de Lisboa. Talvez um prenúncio do seu sucesso, uma vez que hoje é dos poucos pavilhões que se mantém activos no recinto da Expo'98. Com sete milhões de litros e oito mil animais de 500 espécies, o aquário gigante permanece como a jóia do Parque das Nações, alvo de verdadeiras romarias vindas de todo o país.

Outro caso de sucesso é o antigo "Pavilhão da Utopia", actualmente conhecido por "Pavilhão Atlântico". Por esta sala de espectáculos já passaram mais de quatro milhões de espectadores nos últimos dez anos, que assistiram a um total de 790 espectáculos.

Pavilhões ao abandono

Sucesso é palavra que não se adequa ao "Pavilhão de Portugal", construção polémica desde o início devido à sua pala côncava de betão da autoria do arquitecto Siza Vieira. Sem futuro definido, o pavilhão espera que a Câmara de Lisboa avance com uma prometida compra do recinto para posteriormente se dar um rumo de utilização ao espaço.

Do "Pavilhão do Conhecimento dos Mares" nada sobrou, tendo sido transformado no actual centro de divulgação da ciência, denominado Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva. Quanto ao "Pavilhão do Futuro", acabou por ser transformado num espaço de jogo, albergando hoje o Casino de Lisboa.

É em Loures, no Parque da Cidade, que mora agora a fachada da igreja de São Paulo, imagem de marca do antigo Pavilhão de Macau. A reconstrução do edifício, que exigiu um investimento de mais de 600 mil euros da Câmara de Loures, está a entrar na fase final.