Siga-nos

Perfil

Expresso

Dossiês

E se não precisasse de dar o contribuinte para comunicar as suas despesas ao Fisco?

Tiago Quelhas criou uma espécie de 'via verde' para a comunicação das faturas ao Fisco. Trata-se de um poderoso instrumento de combate à evasão fiscal, garante

FOTO TIAGO MIRANDA

Chama-se STT – Sistema de Taxação Total – e é uma espécie de 'via verde' para a comunicação de todas as compras ao e-fatura. Dispensa a apresentação de número de contribuinte e apanha tudo – mesmo o café diário em relação ao qual ninguém se dá ao trabalho de pedir fatura

“Quer contribuinte na fatura?” A pergunta é repetida em praticamente todas as compras que fazemos e, em boa parte delas, por comodidade ou desinteresse, a resposta é "não". Para evitar que o lojista tenha de fazer a pergunta, e que o consumidor tenha de fornecer o número de contribuinte, Tiago Quelhas concebeu e patenteou o SST – Sistema de Taxação Total – uma tecnologia que, garante, tem mais vantagens do que o ‘QR Code’, um projeto que as Finanças estão a desenvolver com um fim análogo.

O STT é uma espécie de “via verde para impostos”, resume Tiago Quelhas, o jurista e gestor da Ecoveredito que, com mais dois amigos, começou a germinar o projeto durante o programa de assistência financeira, altura em que o governo lançou o e-fatura e em que todos os tostões contavam para tentar equilibrar as contas públicas.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para descarregar as edições para leitura offline)