Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Volta a Portugal começa hoje (fotogaleria)

73ª Volta a Portugal em bicicleta começa hoje, em Fafe. Recorde todos os vencedores da prova mais importante do ciclismo português, desde 1927, com participações dos três "grandes", e saiba quem são os favoritos à vitória este ano.

Veja a fotogaleria:
Em 1927 teve Início a Volta a Portugal ganha por Augusto de Carvalho da equipa de Carcavelos
1 / 55

Em 1927 teve Início a Volta a Portugal ganha por Augusto de Carvalho da equipa de Carcavelos

José Maria Nicolau venceu nos anos 1931/1934 pela equipa do Benfica
2 / 55

José Maria Nicolau venceu nos anos 1931/1934 pela equipa do Benfica

Alfredo Trindade venceu nos anos 1932/1933 pela equipa de Rio de Janeiro
3 / 55

Alfredo Trindade venceu nos anos 1932/1933 pela equipa de Rio de Janeiro

César Luís venceu em 1935 pela equipa Os Leões de Ferreira do Alentejo
4 / 55

César Luís venceu em 1935 pela equipa Os Leões de Ferreira do Alentejo

José Albuquerque venceu em 1938 pela equipa do Campo de Ourique
5 / 55

José Albuquerque venceu em 1938 pela equipa do Campo de Ourique

Joaquim Fernandes venceu em 1939 pela equipa da CUF Portugal
6 / 55

Joaquim Fernandes venceu em 1939 pela equipa da CUF Portugal

José Albuquerque venceu em 1940 pela equipa do Sporting Clube de Portugal
7 / 55

José Albuquerque venceu em 1940 pela equipa do Sporting Clube de Portugal

Francisco Inácio venceu em 1941 pela equipa do Sporting Clube de Portugal
8 / 55

Francisco Inácio venceu em 1941 pela equipa do Sporting Clube de Portugal

José Martins venceu em 1946 pela equipa do Iluminante e 1947 pela equipa do Benfica
9 / 55

José Martins venceu em 1946 pela equipa do Iluminante e 1947 pela equipa do Benfica

Fernando Moreira venceu em 1948 pela equipa do FC Porto
10 / 55

Fernando Moreira venceu em 1948 pela equipa do FC Porto

Dias dos Santos venceu em 1949/1950 pela equipa do FC Porto
11 / 55

Dias dos Santos venceu em 1949/1950 pela equipa do FC Porto

Alves Barbosa venceu em 1951/1956/1958 pela equipa do Sangalhos
12 / 55

Alves Barbosa venceu em 1951/1956/1958 pela equipa do Sangalhos

Moreira de Sá venceu em 1952 pela equipa do FC Porto
13 / 55

Moreira de Sá venceu em 1952 pela equipa do FC Porto

Ribeiro da Silva venceu em 1955/1957 pela equipa do Académico do Porto
14 / 55

Ribeiro da Silva venceu em 1955/1957 pela equipa do Académico do Porto

Carlos Carvalho venceu em 1959 pela equipa do FC Porto
15 / 55

Carlos Carvalho venceu em 1959 pela equipa do FC Porto

Sousa Cardoso venceu em 1960 pela equipa do FC Porto
16 / 55

Sousa Cardoso venceu em 1960 pela equipa do FC Porto

Mário Silva venceu em 1961 pela equipa do FC Porto
17 / 55

Mário Silva venceu em 1961 pela equipa do FC Porto

José Pacheco venceu em 1962 pela equipa do FC Porto
18 / 55

José Pacheco venceu em 1962 pela equipa do FC Porto

João Roque venceu em 1963 pela equipa do Sporting Clube de Portugal
19 / 55

João Roque venceu em 1963 pela equipa do Sporting Clube de Portugal

Joaquim Leão venceu em 1964 pela equipa do FC Porto
20 / 55

Joaquim Leão venceu em 1964 pela equipa do FC Porto

Peixoto Alves venceu em 1965 pela equipa do Benfica
21 / 55

Peixoto Alves venceu em 1965 pela equipa do Benfica

Francisco Valada venceu em 1966 pela equipa do Benfica
22 / 55

Francisco Valada venceu em 1966 pela equipa do Benfica

Antoine Houbrechts venceu em 1967 pela equipa da Flandria, Bélgica
23 / 55

Antoine Houbrechts venceu em 1967 pela equipa da Flandria, Bélgica

Américo Silva venceu em 1968 pela equipa do Benfica
24 / 55

Américo Silva venceu em 1968 pela equipa do Benfica

Joaquim Andrade venceu em 1969 pela equipa do Sangalhos
25 / 55

Joaquim Andrade venceu em 1969 pela equipa do Sangalhos

Joaquim Agostinho venceu em 1970/1971/1972 pela equipa do Sporting Clube de Portugal
26 / 55

Joaquim Agostinho venceu em 1970/1971/1972 pela equipa do Sporting Clube de Portugal

Jesus Manzaneque venceu em 1973 pela equipa do Messias, Espanha
27 / 55

Jesus Manzaneque venceu em 1973 pela equipa do Messias, Espanha

Fernando Mendes venceu em 1974 pela equipa do Benfica
28 / 55

Fernando Mendes venceu em 1974 pela equipa do Benfica

Firmino Bernardino venceu em 1976 pela equipa do Benfica
29 / 55

Firmino Bernardino venceu em 1976 pela equipa do Benfica

Adelino Teixeira venceu em 1977 pela equipa do Lousa
30 / 55

Adelino Teixeira venceu em 1977 pela equipa do Lousa

Belmiro Silva venceu em 1978 pela equipa do SC Coimbrões
31 / 55

Belmiro Silva venceu em 1978 pela equipa do SC Coimbrões

Joaquim Sousa Santos venceu em 1979 pela equipa do FC Porto
32 / 55

Joaquim Sousa Santos venceu em 1979 pela equipa do FC Porto

Francisco Miranda venceu em 1980 pela equipa do Lousa
33 / 55

Francisco Miranda venceu em 1980 pela equipa do Lousa

Manuel Zeferino venceu em 1981 pela equipa do FC Porto
34 / 55

Manuel Zeferino venceu em 1981 pela equipa do FC Porto

Marco Chagas venceu em 1982/1983 pela equipa do FC Porto e 1985/1986 pelo Sporting CP
35 / 55

Marco Chagas venceu em 1982/1983 pela equipa do FC Porto e 1985/1986 pelo Sporting CP

Venceslau Fernandes venceu em 1984 pela equipa do Ajacto
36 / 55

Venceslau Fernandes venceu em 1984 pela equipa do Ajacto

Manuel Cunha venceu em 1987 pela equipa do Sicasal/Torreense
37 / 55

Manuel Cunha venceu em 1987 pela equipa do Sicasal/Torreense

Cayn Theakston venceu em 1988 pela equipa do Louletano/Vale do Lobo
38 / 55

Cayn Theakston venceu em 1988 pela equipa do Louletano/Vale do Lobo

Joaquim Gomes venceu em 1989/1993 pela equipa do Sicasal/Torreense
39 / 55

Joaquim Gomes venceu em 1989/1993 pela equipa do Sicasal/Torreense

Fernando Carvalho venceu em 1990 pela equipa do Ruquita/Feirense
40 / 55

Fernando Carvalho venceu em 1990 pela equipa do Ruquita/Feirense

Jorge Silva venceu em 1991 pela equipa do Sicasal/Acral
41 / 55

Jorge Silva venceu em 1991 pela equipa do Sicasal/Acral

Cássio Freitas venceu em 1992 pela equipa do Recer/Boavista
42 / 55

Cássio Freitas venceu em 1992 pela equipa do Recer/Boavista

Orlando Rodrigues venceu em 1994/1995 pela equipa do Artiach, Espanha
43 / 55

Orlando Rodrigues venceu em 1994/1995 pela equipa do Artiach, Espanha

Massimiliano Lelli venceu em 1996 pela equipa do Saeco/Levira, Itália
44 / 55

Massimiliano Lelli venceu em 1996 pela equipa do Saeco/Levira, Itália

Zenon Jaskula venceu em 1997 pela equipa do Mapei, Itália
45 / 55

Zenon Jaskula venceu em 1997 pela equipa do Mapei, Itália

Marco Serpellini venceu em 1998 pela equipa do Brescialat, Itália
46 / 55

Marco Serpellini venceu em 1998 pela equipa do Brescialat, Itália

David Plaza venceu em 1999 pela equipa do Benfica
47 / 55

David Plaza venceu em 1999 pela equipa do Benfica

Vítor Gamito venceu em 2000 pela equipa do Porta da Ravessa
48 / 55

Vítor Gamito venceu em 2000 pela equipa do Porta da Ravessa

Fabian Jeker venceu em 2001 pela equipa do Milaneza/MSS
49 / 55

Fabian Jeker venceu em 2001 pela equipa do Milaneza/MSS

Claus Moller venceu em 2002 pela equipa do Milaneza/MSS
50 / 55

Claus Moller venceu em 2002 pela equipa do Milaneza/MSS

Nuno Ribeiro venceu em 2003 pela equipa do LA/Pecol
51 / 55

Nuno Ribeiro venceu em 2003 pela equipa do LA/Pecol

David Bernabéu venceu em 2004 pela equipa do Milaneza/Maia
52 / 55

David Bernabéu venceu em 2004 pela equipa do Milaneza/Maia

Vladimir Efimkin venceu em 2005 pela equipa do Barloworld, Reino Unido
53 / 55

Vladimir Efimkin venceu em 2005 pela equipa do Barloworld, Reino Unido

David Blanco venceu em 2006 pela equipa do Comunidad Valenciana e em 2008/2009/2010 pela equipa Palmeiras Resort/Tavira
54 / 55

David Blanco venceu em 2006 pela equipa do Comunidad Valenciana e em 2008/2009/2010 pela equipa Palmeiras Resort/Tavira

Xavier Tondo venceu em 2007 pela equipa do LA/MSS
55 / 55

Xavier Tondo venceu em 2007 pela equipa do LA/MSS

A 73ª edição da Volta a Portugal disputa-se entre hoje e 15 de Agosto, num total de 1.626,8 quilómetros, de Fafe a Lisboa.

O prólogo de escassos 2,2 quilómetros que inaugura a Volta, em Fafe, vai começar pelas 15h30, terminando duas horas depois, num percurso entre o Parque da Cidade e a Praça 25 de Abril.

O russo Dmitriy Kosyakov (Itera) vai ser o primeiro dos 116 corredores a experimentar o percurso do contrarrelógio individual que servirá para determinar a primeira hierarquia da geral e decidir o dono da camisola amarela de líder.

O português Nelson Vitorino (Palmeiras-Prio), na ausência do espanhol e tetracampeão da "Portuguesa", David Blanco, entretanto ao serviço da espanhola Geox, será o derradeiro ciclista no empedrado fafense, partindo cerca das 17h25 para um esforço que não deve durar mais de três minutos.

Principais figuras do pelotão da Volta a Portugal

- João Cabreira, Por (Onda-Boavista, Por): O corredor da Aguçadoura, Póvoa de Varzim, está por fim a envergar a camisola de campeão nacional de fundo, após a suspensão por viciação de amostra num controlo antidoping que o impediu de ostentar o título conquistado em 2008, quando ainda representava a extinta LA-MSS.

A equipa maiata ficou no "olho do furacão" de uma operação desenvolvida pelas autoridades portuguesas, que acabou com a suspensão de vários elementos por doping organizado e o fim do projeto profissional.

Aos 29 anos e de volta à sua primeira equipa como elite, Cabreira, que conquistou também o recente Grande Prémio LAbMed, mantém as caraterísticas de "trepador" que lhe valeram vitórias na Senhora da Graça durante a edição de 2009 da "Portuguesa".

- David Bernabéu, Esp (Andalucia, Esp): O veterano e já vencedor da Volta a Portugal em 2004 começou a carreira profissional por terras lusas, também com as camisolas "axadrezadas", seguindo-se Maia, Comunidad Valenciana, Fuerteventura-Canárias e, novamente, a lusa Barbot-Siper antes de abraçar a Andalucia-Caja Granada.

Grande conhecedor das estradas portuguesas, o corredor de 36 anos e natural da região valenciana alcançou o segundo posto no "crono" de 2010, sagrando-se "vice", depois de ter sido terceiro classificado na "Portuguesa" de 2009.

- Ricardo Mestre, Por (Palmeiras-Prio, Por): Com 27 anos e integrado na equipa algarvia que venceu as três últimas edições, embora agora sem o espanhol e tetracampeão, David Blanco, nem o popular Cândido Barbosa, Mestre é um dos chefes de fila do conjunto tavirense, apresentando-se após a vitória no Troféu Joaquim Agostinho, conquistado logo à primeira etapa.

O corredor de Castro Marim, que sempre esteve ligado ao conjunto liderado por Vidal Fitas conta ainda no currículo com o segundo lugar na Volta à Bulgária de 2010, além de ter sido o melhor jovem na Volta a Portugal de 2006, quando conquistou também a sexta tirada.

- Hernâni Broco, Por (LA-Antarte, Por): O português melhor classificado há um ano, no quinto lugar, muito em virtude da prestação no contrarrelógio decisivo, repetiu este ano o terceiro posto no campeonato nacional de "crono" obtido em 2005, indiciando melhorias.

Com 30 anos, o ciclista originário da cidade que se habituou a conviver com o mítico Joaquim Agostinho (Torres Vedras) tem tudo para se tornar o novo herói português e suceder a Nuno Ribeiro, vencedor de 2009 desapossado do triunfo devido a um controlo antidoping positivo. Esse processo conduziu à extinção da equipa Liberty Seguros, da qual Broco fazia parte, embora não tenha sido chamado a participar na Volta desse ano.

- André Cardoso, Por (Palmeiras-Prio, Por): Outro "trepador" por natureza, o gondomarense de 26 anos já foi igualmente o melhor corredor entre a juventude da Volta a Portugal em 2007, terminando entre os 10 primeiros posicionados da geral nas duas últimas edições, quando era obrigado a trabalhar para Blanco. No ano passado alcançou o terceiro lugar do pódio no campeonato nacional de fundo.

Sérgio Ribeiro, Por (Barbot-Efapel, Por): Há um ano, o ciclista de Matosinhos fez o que poucos julgavam possível: destronou Cândido Barbosa, recordista de vitórias na classificação por pontos, na liderança da regularidade. Para lá chegar, Ribeiro, de 30 anos, venceu duas etapas e acabou no "top-3" noutras três ocasiões.

Este ano, o homem que ganhou a Volta ao Alentejo, em 2006, foi segundo no Troféu Joaquim Agostinho, no qual ganhou uma etapa, e foi segundo na segunda tirada da Volta a Castela e Leão.

- Oleg Chuzda, Ucr (Caja Rural, Esp): O ciclista ucraniano chegou à Volta a Portugal de 2010 como um perfeito desconhecido e saiu como um dos favoritos do público que acompanhou "in loco" a prova na estrada. Incansável e inconformista, foi o grande animador das fugas que lhe valeram, não só uma vitória logo na primeira etapa, mas também a camisola amarela.

A liderança seria um episódio momentâneo da ascensão do jovem de 26 anos que, este ano, foi segundo no campeonato nacional de contrarrelógio, um resultado que compôs um currículo curto (só tem três triunfos), mas esforçado.