Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Vídeo: Varela e Hilário felizes pela estreia

Varela e Hilário revelaram-se muito felizes pela estreia na seleção portuguesa, na vitória frente à China. Hugo Almeida congratulou-se pelo golo marcado. (Veja o vídeo)

Os futebolistas Varela e Hilário revelaram-se hoje muito felizes pela estreia na seleção portuguesa, numa vitória sobre a China (2-0), em Coimbra, manifestando o desejo de integrar o lote final para o Mundial 2010. 

"Sinto-me muito feliz pela estreia. Espero que seja um início promissor. Sinto que posso estar no Mundial", confessou o extremo Varela, admitindo que a época lhe está a correr bem no FC Porto. 

Hilário, guarda-redes do Chelsea, também estava radiante com a primeira internacionalização: "Foi boa a estreia, pois nunca é tarde para isso. Quero continuar a trabalhar e de futuro aproveitar as oportunidades. As estreias acontecem quando têm de acontecer. No íntimo, sinto-me realizado e uma opção".

Hugo Almeida feliz pelo golo

O ponta-de-lança do Werder Bremen, Hugo Almeida, congratulou-se com o golo marcado, o primeiro do jogo, no regresso à "equipa das Quinas", da qual esteve afastado por lesão. 

"Sempre acreditei no meu trabalho. Quero apenas demonstrar que tenho capacidade para jogar", salientou, justificando que este jogo serviu para aprender alguma coisa sobre o adversário a enfrentar no Mundial (a Coreia do Norte), um rival asiático com jogadores que "nunca param". 

O sportinguista Liedson, autor do segundo golo luso em Coimbra, realçou que o desafio contra a China "não foi fácil" e defende que o segredo do sucesso da seleção é estar "concentrado". 

Questionado sobre a reação do público (assobios à seleção nos 15 minutos finais), o luso-brasileiro reagiu com "tristeza", embora reconheça que a exibição da equipa "não foi a melhor". 

Rolando promete "resposta" aos assobios 

Hugo Almeida tirou-lhe hoje a titularidade, mas Liedson revelou-se "tranquilo", pois "quantos mais jogadores houver, melhor". 

O seu colega Tonel reconheceu que foi "apanhado de surpresa" com a convocatória à última hora e, quanto aos assobios aos jogadores, considerou "normal" a reação do público. 

Os apupos não foram tão bem recebidos pelo portista Rolando, que revelou "tristeza" pelo facto e prometeu uma "resposta no mundial", com um desempenho positivo da seleção.