Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Tudo ou nada para o FC Porto

Dragões jogam em Londres a continuidade na prova, depois do empate a um na primeira-mão. Bosingwa fica de fora por lesão.

Os "oitavos" da Liga dos Campeões começam esta terça-feira e, com eles, as primeiras decisões da prova. Os resultados da primeira-mão colocam, para já, alguns candidatos em situação delicada. É o caso do Barcelona, campeão em título, que foi derrotado, em Camp Nou, pelo Liverpool (2-1) e que, para seguir em frente, terá que virar o resultado em Anfield.

Para o FC Porto, um dos "outsiders", é também o tudo ou nada. O empate a um no Dragão deixa tudo em aberto para Stamford Bridge, mas o golo marcado fora e a qualidade da equipa colocam o favoritismo do lado do Chelsea.

Ambição sim, ansiedade não

Do lado do FC Porto, Jesualdo Ferreira rejeita a teoria da ansiedade sobre os seus jogadores. O técnico dos Dragões defende que existe, isso sim, ambição.

"Quando eu disse que o F.C. Porto tem grande ambição de ganhar a eliminatória não falei só por mim. Falei por mim, pelos jogadores, a Direcção e os adeptos. O clube tem grande história, particularmente a nível internacional, e é natural que os jogadores sintam alguma ansiedade quando chegam a uma fase adiantada da Liga dos Campeões. Mas o que há é principalmente uma grande ambição e vontade de defende o historial do clube. Por isso vão estar 3300 portugueses nas bancadas. São adeptos que vêm puxados por esta equipa e pelo que ela pode fazer", disse o professor.

José Mourinho, por seu turno, optou, como aliás é seu timbre, brincar com as palavras para antever o encontro, dizendo que o seu objectivo não é vencer o FC Porto, mas sim passar a eliminatória.

Quanto a uma possível saída do clube em caso de afastamento da prova, o técnico mostrou bastante tranquilidade:  "Tenho uma boa vida, filhos saudáveis, uma família feliz e muitos amigos. Se amanhã me despedirem fico milionário e tenho outro clube a pretender-me, por isso vou estar pressionado porquê?", disse o "special one".

Em Stamford Bridge, os dois técnicos terão as suas equipas quase na máxima força. Os "blues" não contam apenas com John Terry, o que deverá obrigar Mourinho a colocar, novamente, Essien ao lado de Ricardo Carvalho no centro da defesa.

No FC Porto, Jesualdo Ferreira não pode contar com o lesionado Bosingwa, o que deve fazer Fucile ocupar o lado direito da defesa, com Marek Cech a jogar à esquerda. Ainda assim, Lucas Mareque está também à espreita de uma oportunidade.

Deco regressa

As atenções do dia de hoje estarão mesmo centradas em Inglaterra. É que, além do Chelsea-FC Porto, joga-se, em Liverpool, o encontro entre os "reds" e o Barcelona, o jogo grande do dia.

O Barça precisa de recuperar de uma desvantagem de 2-1 e, para isso, conta com o regresso de Deco, que ficou de fora frente ao Sevilha, no fim-de-semana, para estar a 100% na "Champions".

Entretanto, em Espanha, o Valência recebe o Inter e, teoricamente, está em vantagem, depois do empate a dois em San Siro. No jogo menos "mediático", o Lyon recebe a Roma, depois de ter empatado sem golos no Estádio Olímpico.

 

LIGA DOS CAMPEÕES

. FC Porto - Chelsea, 19h45 [RTP1]

. Liverpool - Barcelona, 1945

. Valência - Inter Milão, 1945

. Lyon -Roma, 19h45