Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Taça do Mundo de judo: ouro para Ana Hormigo e bronze para Telma Monteiro

Ana Hormigo conquistou a medalha de ouro na categoria de -48 kg da Taça do Mundo em judo, ao derrotar na final a italiana Valentina Moscatt.

A portuguesa Ana Hormigo conquistou hoje a medalha de ouro na categoria de -48 kg da Taça do Mundo de Lisboa em judo, ao derrotar na final a italiana Valentina Moscatt, por ippon.

A atleta de Castelo Branco, de 30 anos, derrotou a italiana após 3.20 minutos de combate, obtendo a segunda vitória da temporada, depois do triunfo na Taça do Mundo de Praga, em fevereiro.

A judoca interrompeu a carreira em 2009 para ser mãe e só regressou à competição no último trimestre de 2010, depois de ter sido a portuguesa mais bem classificada nos Jogos Olímpicos Pequim 2008, com um sétimo lugar. A medalha de bronze nos Europeus de Lisboa em 2008 é o seu melhor resultado.

Telma Monteiro conquista bronze

A portuguesa Telma Monteiro conquistou a medalha de bronze na categoria de -57 kg da Taça do Mundo de Lisboa em judo, que decorre até domingo no Pavilhão Multiusos de Odivelas.

No combate de atribuição do terceiro lugar, a vice-campeã do Mundo e da Europa derrotou Tumen Od Battugs, por waza-ari, graças à acumulação de três advertências da judoca mongol. Esta é a segunda medalha de Portugal neste evento, depois do ouro de Ana Hormigo em -48 kg

Segunda classificada do "ranking" mundial, Telma Monteiro triunfou esta temporada no Masters de Baku, mas não conseguiu repetir em Lisboa os triunfos de 2007 e 2009.

Triunfo especial para Ana Hormigo por ser "em casa"

"Todas as provas são difíceis, mas esta vitória soube muito melhor porque foi em casa", disse a judoca de Castelo Branco, que em fevereiro último já tinha vencido a Taça do Mundo de Praga. 

Visivelmente satisfeita e já com a medalha ao peito, a atleta de 30 anos revelou que o primeiro combate foi o mais difícil e que o segredo do sucesso esteve no facto de nunca ter perdido a concentração e de ter levado a competição "combate a combate". 

A vitória na prova portuguesa é importante para a atleta albicastrense uma vez que os 100 pontos arrecadados vão permitir-lhe subir alguns lugares no "ranking" mundial, tabela que define quem vai depois aos Jogos Olímpicos de 2012. 

A maior parte das judocas portuguesas (10) foram eliminadas logo no primeiro combate. Ana Hormigo deixa uma palavra de reconhecimento: "Para muitas esta experiência foi boa e também estão de parabéns. O apoio que elas nos deram no tapete foi espetacular e aí também se viu que somos um grupo forte", realçou. 

Telma Monteiro em "má forma"

Mesmo assumindo que não atravessa um bom momento, Telma Monteiro entrou na competição de -57 kg para ganhar. "A minha forma não é a ideal e sabia que não ia ser fácil. Fiz um combate muito bom contra a brasileira, estava a dominar, mas deixei-me levar pela emoção e ela apanhou-me", explicou a judoca do Benfica. 

Telma Monteiro revelou que, por momentos, apeteceu-lhe "deitar a toalha ao chão" mas depois de refletir sobre a derrota conseguiu dar a volta por cima. "Esse foi o meu maior mérito. É importante saber ganhar mas também é importante saber perder na mesma competição, recuperar para voltar a ganhar", referiu a vice-campeã europeia e mundial. 

Balanço positivo

Joana Ramos era outra das grandes esperanças portuguesas para a conquista de medalhas na categoria de -52 kg. Mas as coisas não correram bem. "Entrei muito bem, consegui meter as minhas técnicas, estava melhor que ela (Anna Kharitonova) e fiz um waza-ari. Houve um descuido e ela conseguiu fazer-me uma chave de braço e tive de desistir, senão partia-mo", explicou a portuguesa que já só pensa na prova do Grand Slam do Rio de Janeiro, no próximo fim de semana. 

Para o diretor técnico nacional o balanço do dia de competição foi francamente positivo. "Tivemos uma medalha de ouro em que ouvimos o hino nacional, a Telma (Monteiro) teve uma boa prestação alcançando uma medalha (bronze). Foi pena a Joana Ramos não ter chegado também a uma medalha, mas o judo tem destas adversidades", referiu Luís Monteiro, esperançado que Yahima Ramirez possa conquistar, domingo, mais uma medalha na categoria de -78 kg.