Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Renault apresenta R28

Muitos jornalistas presentes numa cerimónia em que Fernando Alonso confessou que o carro ainda não é suficientemente bom para atacar o título.

Ricardo Capela, em Paris

Aí está o novo monolugar da Renault. O novíssimo R28 foi hoje apresentado em Paris, de forma algo comedida, talvez de acordo com as expectativas iniciais da equipa. Para fazer face ao favoritismo da Ferrari e da Mclaren, a escuderia francesa apostou no regresso de Fernando Alonso e no "rookie" Nelsinho Piquet, filho do lendário piloto brasileiro.

No entanto, o carro ainda não está no ponto. Quem o reconhece é o próprio Fernando Alonso, que pede tempo para aproximar o monolugar da concorrência. "Temos de trabalhar melhor e mais rápido. Na Fórmula 1 não há impossíveis, não estamos longe das outras equipas", disse.

Para o espanhol, o facto de a Renault "correr por fora" pode ser uma vantagem. "Todos falam muito da Ferrari e da Mclaren, isso pode ser bom para nós". Alonso reconheceu que ainda "falta um pouco de confiança à equipa", até porque "o ano passado foi muito duro". Mas, ainda assim, o bi-campeão do mundo respira confiança: "no final acho que será uma boa temporada".

Alonso assumiu que voltou à Renault porque "conhecia as pessoas" e se sentia cómodo na equipa. Comodidade que lhe faltou o ano passado na Mclaren, onde a relação com Lewis Hamilton esteve longe de ser pacífica. Alonso preferiu desvalorizar o ano de 2007: "Não quero dar muita importância a algo que não é importante", disse.

O piloto espanhol concluiu as suas declarações dizendo que não quer estar no oito nem no 80. Por outras palavras, o espanhol afirmou que "nem o R27 - carro da temporada passada - é tão mau como dizem, nem o R28 será a solução de todos os problemas."

Briatore confiante, falou de Álvaro Parente

O patrão da Renault, Flávio Briatore, mostrou-se mais confiante do que Alonso. Para o italiano, "Alonso vai potenciar o carro ao máximo e tem uma motivação tremenda". Briatore mostrou-se "contente" com o regresso do espanhol e mostrou confiança no futuro.

"Temos uma equipa jovem. O Nelsinho é um talento, estamos a investir nos jovens, é importante para a Renault. Estamos a preparar as coisas passo a passo", disse.

Por falar em jovens, Briatore abordou a prestação do português Álvaro Parente nos treinos de Jerez de la Frontera. "Fez um bom teste, fiquei contente, mas não sei como vai ser o futuro. Este ano vai fazer o GP2, com uma equipa 'amiga'", adiantou.

Os dados estão lançados, a contagem decrescente para o início da temporada está no ar e as equipas tentam preparar-se o melhor possível. A Renault parece partir em desvantagem, mas foi nessa posição que partiu também nos dois anos em que Alonso se sagrou campeão do mundo.