Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Raphaël: um nome com dois pontos para um lateral com pinta

Parece Iturbe, mas é Raphël Guerreiro - aqui a festejar um golito diante do PSG

FOTO REUTERS

O perfil de Raphaël Guerreiro, o luso-francês do Lorient que é do Benfica mas também do Real Madrid e que acha Angelina Jolie mais bonita do que Scarlet Johannson embora prefira as loiras às morenas. Uma caixinha de surpresas da surpresa da convocatória de Fernando Santos.

Há dois lados nesta história e os pontinhos no nome próprio contam-nos parte dela: Raphaël é francês, nascido em Le Blanc-Mesnil, um subúrbio a norte de Paris onde ele cresceu e começou a dar pontapés na bola. Diz ele, em entrevistas a publicações francesas, que joga futebol desde os quatro anos por influência do pai, antigo central durão. E esse senhor, que ainda hoje disputa campeonatos de veteranos, chama-se Guerreiro, apelido português, e isto leva-nos à segunda parte da nossa história: Raphaël Guerreiro é luso-francês e, portanto, é elegível para alinhar por Portugal. Já o fez pelos sub-21, mas a estreia pelos A está próxima: Fernando Santos acaba de convocá-lo para o Portugal-Arménia de dia 14. 

Como muitos outros emigrantes e filhos de emigrantes, Raphaël Guerreiro é do Benfica. O pai também o é, mas os irmãos, que são dois, dividem-se entre FC Porto e Sporting; a mãe é francesa. Dos três manos, Raphaël é o mais habilidoso e foi isso que o levou para a lendária Academia de futebol Clairefontaine, em Paris, onde os miúdos aprendem o jogo mas também que pode haver vida além do jogo. Conciliou os estudos com a bola e diz que se não fosse futebolista estava preparado ser para outra coisa qualquer. Mas o destino reservou-lhe uma surpresa quando os olheiros do Caen (2.ª divisão francesa) o observaram em encontros contra Guadalupe e Martinica: Raphaël tornar-se-ia futebolista profissional. 

Fez parte da equipa B do Caen durante duas épocas (2010 a 2012) até subir à primeira formação; em 2013/14, os franceses iriam elegê-lo o melhor lateral-esquerdo da segunda liga, por ser rápido, por cruzar bem e por ser rijo; em 2014/15, o Lorient resgatou-o para o campeonato principal. 

Pelo meio, o selecionador sub-21 Rui Jorge foi conhecendo-o através dos relatórios do adjunto Alexandre Silva. O treinador gostou do que viu (velocidade e capacidade ofensiva) e a estreia aconteceu a 20 de março de 2013, contra a Suécia. Agarrou o lugar de Portugal sem falar português; aliás, sem falar. Contam-nos: "Ele percebia português, mas apenas se falássemos devagarinho com ele. Agora já vai dizendo umas coisinhas. É muito introvertido, não é muito de falar." Santos espera que ele seja de jogar.

 

CURIOSIDADES

? Gosta de Playstation e escolhe sempre o Barcelona embora o seu sonho seja jogar no Real Madrid

? É adepto do Benfica

? Se lhe derem a escolher um prato, este terá sempre de ter carne vermelha

? Só lê imprensa desportiva

? Tem um Range Rover Evoque e um Mini

? Prefere loiras a morenas mas diz que Angelina Jolie é mais bonita do que Scarlet Johansson

? Jogador preferido? Cristiano Ronaldo

 

*Perfil baseado em entrevistas e informações recolhidas na imprensa francesa