Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

"Queremos fazer uma mudança positiva no Sporting"

Bruno Carvalho assumiu hoje a presidência do clube leonino. Há 25 anos que não havia uma tomada de posse formal.

Bruno Roseiro e Raquel Pinto

O Sporting não assistia a uma tomada de posse formal há 25 anos. Bruno Carvalho mudou esta tarde a rotina, assinou o livro oficial, no auditório Artur Agostinho mais do que lotado. 

Na cerimónia no Estádio José Alvalade marcaram presença várias personalidades da Federação Portuguesa de Futebol, da Liga, antigos presidentes do clube e derrotados.

"Este clube nasceu de um sonho de alguém que se lembrou de fazer um clube com esta dimensão. Há 35 anos eu também tive este sonho e hoje sou 42.º presidente do Sporting", iniciava desta forma o seu discurso.

Prometeu "unidade e coesão", colocando ênfase na mudança "positiva" do clube de Alvalade. "Temos de trabalhar para construir. Construir para dar sustentabilidade e aí fazermos uma mudança positiva no Sporting".

Antes de o novo líder dos destinos dos "leões" tomar a palavra, nota para a intervenção de Eduardo Barroso, presidente da Assembleia-Geral (AG) cessante. Falou de "alívio" reportando-se a um "mandato difícil". 

"Por muito que me custe, tenho que confessar que isto é profunda sensação de alivio e orgulho de dever cumprido. Tivemos sempre grande solidariedade institucional, mas foi um mandato difícil com a demissão de dois vices - um dos quais ainda não sabemos as consequências [referindo-se a Paulo Pereira Cristóvão) -, uma gestão desportiva infeliz e maus resultados desportivos". 

E fez questão de deixar claro: "Apesar do que tentaram fazer passar, não fomos nós que tomamos a iniciativa de marcar uma AG extraordinária para substituir a direção".

No arranque da cerimónia e já com uma sala cheia e muitas pessoas de pé, ouviram-se gritos lá fora que reclamavam "o clube é dos sócios", "também queremos ver". Bruno Carvalho levantou-se e abriu as portas do auditório para que todos assistissem à tomada de posse.

O sucessor de Godinho Lopes foi eleito no escrutínio do passado sábado com 53,69% dos votos.