Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Quem fará de Deco?

Scolari experimentou Viana e Moutinho no lugar do mágico, mas a dúvida mantém-se. Ricardo e Petit recuperaram e vão ser titulares.

Indiferença. Parece ser este o estado de espírito da Selecção Nacional em relação à polémica em torno das declarações de Stijnen. Os trabalhos têm prosseguido com normalidade, e os jogadores parecem concentrados e apostados em dar uma resposta positiva dentro de campo.

Scolari tem aproveitado as sessões de treino para testar alternativas para os lugares dos ausentes Deco e Simão. E se para o lugar do extremo benfiquista, Quaresma parece ser a solução óbvia, já a substituição de Deco deixa maiores dúvidas. Hugo Viana e João Moutinho surgem como as opções, e Scolari já testou ambos em situação de treino, mas só mais perto do jogo a dúvida em redor do eleito será desfeita.

O que já não oferece qualquer dúvida é a utilização de Ricardo e Petit. Os dois jogadores apresentaram queixas ligeiras, mas já treinam com normalidade, e serão ambos titulares no Estádio de Alvalade.

Hugo Almeida para matar

Apesar da dúvida em torno do substituto de Deco, Scolari terá já, nesta altura, um esboço mental do onze inicial para este sábado. Assim, Portugal deverá jogar com Ricardo, Miguel, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade e Paulo Ferreira (ou Caneira), Petit, Tiago e Hugo Viana (ou João Moutinho), Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma e Hugo Almeida.

Olhando para o onze provável, salta à vista o nome de Hugo Almeida. O avançado do Werder Bremen tem estado em alta na Alemanha, marcando golos decisivos no seu clube, e deverá merecer a confiança de Scolari, beneficiando também da fase menos boa de Postiga e Nuno Gomes.

O avançado mostra-se confiante e, em conferência de imprensa, revelou até um sonho bastante ambicioso: "É evidente que gostava de ser o melhor marcador de todos os tempos de Portugal."

Recorde-se que Pauleta lidera a lista de goleadores da Selecção Nacional, com 47 golos, à frente de Eusébio.

Prudência do sargentão

Na análise ao jogo e ao adversário deste sábado, Scolari revelou prudência, não assumindo o favoritismo da Selecção.

"A Bélgica é uma boa equipa. Tem bons jogadores e um estilo de jogo que se assemelha ao inglês. Nunca assumo o favoritismo, isso hoje em dia é absurdo. Não somos grandes ao ponto de dizer que somos melhores do que a Bélgica. Nunca me vão ouvir apontar um defeito ou uma virtude a um adversário. Se queremos ganhar temos de aproveitar os erros do adversário", disse o seleccionador.

Sobre a polémica em torno de Cristiano Ronaldo, causada pelas declarações do guarda-redes Stijnen, e já depois dos incidentes lamentáveis à chegada dos belgas, Scolari apelou ao fair-play, e disse que o craque do Manchester United "está feliz da vida, brincando ao almoço e ao jantar".

Entretanto, antes da Seleccção AA entrar em acção, os sub-21 jogam hoje, no Estádio José Gomes, na Amadora, um encontro amigável de preparação para o Campeonato da Europa da categoria, frente à Eslováquia. O jogo, com transmissão televisiva na RTP1 (21h) é o penúltimo teste da equipa de José Couceiro antes do Europeu.