Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Queiroz: "Mundial mais competitivo dos últimos anos" (vídeo)

Carlos Queiroz disse que o Mundial da África do Sul vai ser o mais competitivo e equilibrado dos últimos anos e alertou para a qualidade da Costa do Marfim, melhor selecção africana. (Veja vídeo no final do texto) Clique para aceder ao dossiê Mundial-2010

O selecionador de Portugal, Carlos Queiroz, disse hoje que o Mundial de futebol da África do Sul vai ser o mais competitivo e equilibrado dos últimos anos e alertou para a capacidade que a Costa do Marfim tem para surpreender. 

"Neste momento, o futebol mundial é completamente diferente, as equipas são muito mais competitivas. O Mundial2010 vai ser o mais competitivo dos últimos três ou quatro, pelo nível dos jogadores e pelas equipas presentes", assegurou. 

Por isso mesmo, Queiroz defende que "há uma série de candidatos que vão desafiar os tradicionais", nos quais inclui a Costa do Marfim, primeiro adversário de Portugal no Grupo G, que inclui ainda o Brasil e a Coreia do Norte. 

Costa do Marfim é "a equipa africana favorita n.º 1"

"Não sou só eu a dizer, mas também os analistas, que a Costa do Marfim é a equipa em que todos apostam como sendo a equipa africana favorita número um para poder, pela primeira vez na história do futebol africano, chegar às meias finais", alertou. 

Também por isso, o selecionador está ciente da importância desse desafio, a 15 de junho, sublinhando que "a Costa do Marfim pode fazer o que o futebol africano espera há muito tempo". 

"De resto, os favoritos são os dinossauros da história do futebol. Não é por acaso que um grupo restrito de países tem arrebatado títulos desde que o Campeonato do Mundo começou", prosseguiu.  

Carlos Queiroz quer preparar Portugal de forma a dar a resposta adequada e ultrapassar em competição "os melhores que habitualmente ganham". 

"Ultrapassar a primeira ponte. Esse vai ser o nosso caminho. Jogo atrás de jogo", vincou. 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.