Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Manchester United é campeão da Europa

Noventa minutos não chegaram para resolver o embate de londrinos. Jogo disputado em solo russo só se resolveu na marcação de grandes penalidades.

Numa final inédita da Liga milionária, Manchester United e Chelsea defrontaram-se esta noite no Estádio Luzhniki, em Moscovo, a capital russa. O duelo de londrinos saldou-se na vitória da equipa de Alex Ferguson que leva para casa o ambicionado troféu.

Cristiano Ronaldo foi o jogador que abriu o activo dando a vantagem para os "red devils", aos 26 minutos, com um cabeceamento certeiro sem hipótese para Cech, o guardião do Chelsea. O internacional português somou o seu 42º golo da temporada e o oitavo na 'Champions'.

A reacção dos "blues", comandados pelo técnico Avram Grant, surgiu pouco antes de soar o apito final do árbitro Lubos Michel (Eslováquia) para o término da primeira parte: em período de descontos (45 minutos +1), Lampard dava o empate da partida. 

O segundo tempo saldou-se pela ausência de mexidas no marcador e o jogo seguiu para prolongamento, com destaque para a expulsão de Drogba, que viu o cartão vermelho directo por ter esbofeteado Vidic.  Volvidos os 30 minutos oficiais, o resultado permaneceu inalterado. A decisão era, então, novamente adiada, desta feita para a lotaria dos penáltis.

O Chelsea esteve muito perto de erguer pela primeira vez a Taça, só que o Manchester United levou a melhor com o resultado de 6-5. Cristiano Ronaldo falhou o único tento não convertido pela equipa que saiu vencedora.

A última vez que os "red devils" ganharam a Liga dos Campeões foi na época 1998/99, precisamente com Alex Ferguson à frente do comando técnico.