Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Liedson resolveu exame com distinção

Sporting venceu Académica com "bis" do levezinho. O Beira-Mar precisou de prolongamento para afastar o Boavista, enquanto o Beleneses pôs fim ao sonho do Bragança.

Belenenses, Beira-Mar e Sporting. Para já, estão conhecidos três dos quatro semi-finalistas da Taça de Portugal. O último sairá do encontro entre Sp. Braga e Varzim, que se realiza apenas no próximo dia 25 de Março.

A festa começou ao início da tarde, e prolongou-se até à noite. Começou em Bragança, com o "parente pobre" da Taça a tentar repetir a graçinha da ronda anterior. E os transmontanos estiveram perto de eliminar os azuis do Restelo. Depois de terem estado a vencer por 1-0, com um golo de Tony, mas Dady, aos 57, e Nivaldo, aos 71, deram a volta ao texto e colocaram a equipa de Jorge Jesus nas meias-finais da prova. Já no tempo de descontos, o Bragança ainda introduziu a bola na baliza do Belenenses, por Josivan, mas o golo foi (mal) anulado, por fora-de-jogo.

Para os bragantinos ficou o sonho e, certamente, a lembrança de uma participação que todos vão querer recordar.

Em Aveiro as festividades continuaram, com o primeiro encontro entre equipas da Liga. O Boavista foi o convidado, mas no fim foi o anfitrião Beira-Mar que saíu vencedor. Os axadrezados até entraram melhor, criaram ocasiões, mas o golo não quis nada com os comandados de Jaime Pacheco.

O resultado final correspondeu à eficácia mostrada pelas equipas, e o prolongamento foi inevitável. Aí, e após a expulsão de Lucas, o Beira-Mar foi superior e materializou o domínio em golos, autoria de Edgar e Delibasic. A equipa de Paco Soler está, assim, nas meias-finais, deixando pelo caminho o sonho do Boavista em chegar à Europa via Taça de Portugal.

Liedson resolveu exame

Alvalade foi o último palco da festa que começou em Bragança e que foi descendo na geografia portuguesa. Frente aos estudantes de Coimbra, o Sporting mostrou ter estudado bem a lição e, como Paulo Bento tinha prometido, mostrou de que massa são feitos os seus homens.

A entrada do Sporting foi, verdadeiramente, de leão e, aos 11 minutos, já Liedson tinha feito dois golos. Pelo meio, Litos ainda teve tempo para, sobre a linha, negar um golo a Bueno. Pode dizer-se, então, que, tal como na Liga, o levezinho passou o exame da briosa com distinção máxima.

Depois de conseguir a vantagem que afastou os fantasmas do nulo frente ao Aves, o Sporting baixou o ritmo, não deixando, ainda assim, de ter algumas oportunidades de golo. Em vão, no entanto. O intervalo chegou com 2-0 e, aparentemente, com o vencedor encontrado.

Na segunda metade, a Académica entrou com uma postura totalmente diferente e obrigou o Sporting a recuar. No entanto, Vítor Vinha, que tinha entrado na primeira parte, foi expulso aos 54 minutos, resfriando as inteções academistas e permitindo ao Sporting recompor-se.

Ainda assim, Roberto Brum assustou os 13 mil espectadores em Alvalade, com um tiro estrondoso ao poste, que deixou Ricardo pregado ao chão. Seguiram-se momentos menos espectaculares, até que, aos 90 minutos, Dame N'Doye fez o 2-1, após livre na direita. O golo assustou o Sporting e, até final, Dame ainda tentou mais uma vez o golo, sem resultado.

O Sporting segue, assim, em frente na Taça, ficando a 90 minutos de marcar presença no Jamor.

TAÇA DE PORTUGAL

. Bragança (II) - Belenenses (L), 1-2

. Beira-Mar (L) - Boavista (L), 2-0 (a.p.)

. Sporting (L) - Académica (L), 2-1

. Sporting de Braga (L) - Varzim (LH), 25 de Março