Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Juande Ramos sucede a Schuster

O alemão Bernd Schuster, que levou o Real Madrid ao título na época anterior, não resistiu ao seu comentário de ser impossível, neste momento, derrotar o Barcelona. As duas equipas defrontam-se no sábado.

O espanhol Juande Ramos é o novo treinador do Real Madrid. O espanhol, que sucede ao alemão Bernd Schuster, hoje 'chicoteado', defende que os "merengues" não podem "renunciar à vitória em qualquer estádio o Mundo".

"É o sonho de qualquer treinador. É certo que o FC Barcelona está a praticar um futebol excelente, mas o Real Madrid tem prestígio, nome e categoria para não renunciar à vitória em qualquer estádio do Mundo", disse Ramos, citado pelo sítio oficial na Internet do clube madrileno.

Schuster foi demitido hoje depois de ter admitido que seria impossível vencer na visita do próximo fim-de-semana ao arqui-rival FC Barcelona e da terceira derrota em quatro jogos do campeonato, enquanto a equipa ocupa o 5.º lugar da Liga espanhola, já a nove pontos do primeiro posto, precisamente ocupado pelos catalães.

O treinador germânico assumiu o comando técnico do Real Madrid, que já havia representado como jogador (1988/90), no início da época transacta, na qual levou o clube da capital ao título espanhol.

Juande Ramos, com 54 anos e que acordou agora um contrato de seis meses, com mais outra época de opção, tinha sido demitido dos ingleses do Tottenham Hotspur no início da temporada, depois de também ter acumulado resultados negativos.

O novo treinador do Real Madrid venceu a Taça UEFA de 2006 e de 2007 e a Taça do Rei de Espanha de 2007 à frente do FC Sevilha, transferindo-se depois para o Tottenham, equipa com a qual conquistou a Taça da Liga inglesa em 2008.

O Real Madrid, já apurado para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões, encerra quarta-feira a fase de grupos desta competição diante dos russos do Zenit São Petersburgo, seguindo-se a visita ao FC Barcelona, na 15ª ronda do campeonato, já no próximo sábado.

Ramos já declarou que a sua prioridade imediata é "melhorar o estado de espírito da equipa".