Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

José Mota quer manter "dinâmica de vitória" no estádio 'talismã' do Guimarães

Como treinador, José Mota nunca perdeu no terreno do Vitória de Guimarães. Agora, espera vencer com o Leixões para continuar na liderança da Liga. (Visite o dossiê do Campeonato da I Liga)

O treinador do Leixões, José Mota, disse hoje que pretende manter a "dinâmica de vitória" da equipa no estádio 'talismã' do Vitória de Guimarães, em jogo da 11ª jornada da Liga, na segunda-feira. O técnico dos leixonenses, que lideram a prova com um ponto de avanço sobre Benfica e Sporting, que tem mais um jogo, lembrou, em conferência de imprensa, que nunca perdeu em Guimarães como treinador: "tem sido um estádio talismã para mim, e isto pesa sempre, ajuda a incentivar os jogadores", confessou. O Benfica, que joga no domingo no terreno do Marítimo, é o único clube que pode alcançar o Leixões no topo da classificação, pelo que a equipa de Matosinhos já vai saber qual o resultado necessário para manter o primeiro lugar, quando entrar em campo. No entanto, José Mota garante que isso não vai alterar o comportamento dos jogadores. "Temos de ser iguais a nós próprios, dar continuidade a uma filosofia imposta no clube, de solidariedade, entrega ao jogo e muita concentração. Se não for assim, muito dificilmente vamos obter um resultado positivo". José Mota recordou a rivalidade existente entre os dois emblemas, mas desvalorizou os desacatos dos últimos meses entre adeptos. "Pretendemos tornar o jogo numa festa, que tenha qualidade, e em que as duas equipas mostrem que há condições para praticar bom futebol em Portugal", sublinhou. O treinador mostrou-se também pouco preocupado com a previsível ausência de adeptos do Leixões em Guimarães, já que sexta-feira apenas tinham sido vendidos seis dos 100 bilhetes enviados pelos vimaranenses para Matosinhos. "Não receio nada. Os leixonenses que forem ao estádio vão apoiar a equipa de forma incondicional, como têm feito", disse o técnico. O Leixões mantém um registo 100% vitorioso nos cinco jogos disputados como visitante para a Liga, enquanto que o Vitória de Guimarães ainda não triunfou no seu reduto, mas José Mota recusou assumir o favoritismo. "Vai ser um dos jogos mais difíceis que já tivemos. O Vitória não vai perder constantemente pontos em casa, vai melhorar em termos de produção e classificação, porque tem uma boa equipa técnica e um bom plantel", alertou. José Mota revelou também que o substituto do habitual lateral direito, Vasco Fernandes, vai ser o defesa central Nuno Silva: "tem todas as condições para cumprir e desempenhar um bom papel". O 'timoneiro' do Leixões mostrou-se ainda "admirado" com as notícias que dão conta de vários possíveis novos reforços. "Toda a gente oferece jogadores em todo o lado, e isso é mau. Devia haver mais seriedade nesse campo", declarou. A partida entre o líder Leixões (23 pontos) e o Vitória de Guimarães, actual 14.º classificado da Liga com 10 pontos, a contar para a 11ª jornada da competição, está agendada para segunda-feira, às 17h30, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, e será dirigida pelo árbitro Pedro Proença, de Lisboa.

Campeonato da I Liga