Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Joaquim Evangelista apela à greve geral no início da próxima época

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol apelou hoje "à greve que envolva todos os jogadores no início da próxima época", numa tentativa acabar com o flagelo dos salários em atraso. (Visite o dossiê do Campeonato da I Liga)

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) apelou hoje "à greve que envolva todos os jogadores no início da próxima época", numa tentativa de combate ao flagelo dos salários em atraso.

Joaquim Evangelista falou após o treino matinal dos jogadores do Estrela da Amadora, que decidiram comparecer no jogo de hoje frente ao FC Porto, e aproveitou a situação destes futebolistas para apelar a uma greve geral no inicio da próxima temporada, para que não se repita esta situação de salários em atraso.

"A ilação que se deve tirar (da situação do Estrela) é que se tem que exigir mais aos clubes, aos dirigentes, à Liga e Federação para que haja uma intervenção concreta. A greve, que é uma legitimidade, deve envolver todos os jogadores e tem de ser feita no início da próxima época. Não devemos iniciar o próximo campeonato com situações destas", frisou o dirigente.

Na mesma situação dos futebolistas da Reboleira estão outros clubes, da Liga e da Liga de Honra, mas o presidente do Sindicato escusou-se a revelar quais.

"Há outros clubes na mesma situação. Faço um apelo aos demais dirigentes para saberem o que se passa em sua casa e que aliem esforços para arranjar uma solução no futuro", disse.

Além disso, o dirigente sindical pediu ainda aos clubes moderação no mercado de Inverno.

"Há clubes que já estão a fazer contratações, algumas delas acima das suas possibilidades. Peço compreensão e moderação, para não existirem estas enormidades", sublinhou Joaquim Evangelista.

O presidente do Sindicato volta a reunir-se, quinta-feira, com a Direcção do Estrela da Amadora.

Campeonato da I Liga