Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Guilherme Aguiar seguro da participação do FC Porto

Para o antigo director-executivo da Liga de futebol, os castigos do processo 'Apito Final' não se referem a esta época e por isso não podem ser considerados para uma eventual acção disciplinar por parte da UEFA.

José Guilherme Aguiar, antigo director-executivo da Liga de futebol, entende que "não há qualquer razão" que impeça o FC Porto de participar da Liga dos Campeões da próxima época.

"Independentemente do FC Porto ter sido condenado (tentativa de corrupção), os factos a que se reportam não ocorreram na presente época, aquela que valida a sua qualificação para 2008/2009", sustenta José Guilherme Aguiar.

O conhecido jurista, simpatizante assumido do FC Porto, sublinha que na leitura que faz dos regulamentos da UEFA, "o registo de acesso dos clubes às competições europeias fiscaliza o comportamento das equipas na época imediatamente anterior".

"Os factos que tenham ocorrido em épocas passadas não podem ser trazidos à colação para efeitos de inscrição, neste caso concreto, nas competições europeias da próxima temporada", insistiu.

Para o antigo dirigente portista, nem o facto do FC Porto não ter recorrido da pena aplicada pela Comissão Disciplinar da Liga (subtracção de seis pontos por dois crimes de tentativa de corrupção) "pode ser significativo para os efeitos dos regulamentos de inscrição da UEFA".