Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Gilberto Madaíl insiste em candidatura ibérica

O presidente da FPF diz saber que a própria FIFA já se mostrou muito agradada com essa ideia e que vai retomar as conversas com Espanha durante o Euro-2008.

A Espanha mostrou-se "altamente favorável" a uma candidatura conjunta com Portugal ao Mundial-2018 de futebol e os dois países vão voltar a falar durante o próximo Euro-2008.

"Os contactos que fizemos foram interrompidos devido ao período eleitoral em Espanha. Agora, estamos em condições de retomar as conversações e esperamos fazê-lo durante o Euro-2008", afirmou Gilberto Madaíl.

Num debate sobre a eventual candidatura conjunta, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) adiantou que espera brevemente abordar o projecto juntos dos Governos português e espanhol. Se a ideia avançar, é intenção de Madaíl que o projecto possa ser apresentado junto da FIFA em 2011.

"A Espanha mostrou-se altamente favorável. Vamos continuar a falar. Neste momento, Portugal é uma mais valia para os espanhóis. Uma candidatura sozinha da Espanha contra uma da Rússia e de Inglaterra não será tão forte", defendeu Madaíl.

Frisando que, presentemente, uma candidatura dos dois países "não passa apenas de uma ideia", o líder da FPF revelou que mais de dois terços dos portugueses concordam com a realização do Mundial-2018 em Portugal e Espanha.

"Tivemos acesso a uma sondagem que indica que 85% dos portugueses acha que Portugal devia ter candidato. Existem 10 estádios em perfeitas condições de receber a prova, que apenas precisarão de alguns retoques e ajustamentos", salientou.

Caso o projecto avance, Gilberto Madaíl considera a candidatura dos países ibéricos "muito forte".

"Tem a vantagem de poder ser a vencedora. A própria FIFA já se mostrou agradada com essa possibilidade. Sei, por exemplo, que uma candidatura conjunta de Portugal e Espanha é o pesadelo da Inglaterra", referiu.