Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Futuro do rali comprometido

A anulação da 30.ª edição do maior rali do mundo, devido a ameaças terroristas, compromoteu o futuro da mítica prova, segundo a imprensa nacional francesa.

A imprensa nacional francesa considera hoje que o futuro do Rali Dakar está fortemente comprometido depois da anulação da sua 30.ª edição devido a ameaças terroristas.

      

"A anulação desta trigésima edição do Dakar pode bem significar a morte dos rali-raids no continente africano", considerou o 'Libération'.

      

Para este jornal, é "difícil de acreditar" numa 31.ª edição, apesar das promessas dos organizadores de regressar em 2009.

      

Sob o título "O rali Dakar vítima do terrorismo", o 'Fígaro' escreve: "inevitavelmente coloca-se a questão sobre o futuro do rali, já ameaçado num grande número de países africanos que atravessa desde as suas primeiras edições".

     

"A prova parece em perigo devido à destabilização da zona por risco terrorista", refere o 'France Soir'.

     

Para o diário desportivo 'L´Equipe', "o futuro dirá se a realização de um Dakar em solo africano está ainda no domínio do possível".

      

"Como é evidente, para o primeiro acontecimento desportivo de renome internacional directamente anulado devido ao terrorismo, o aumento do perigo no norte do continente não leva ao optimismo", afirma o jornal.