Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Festa em Maputo enche baixa da cidade

A capital de Moçambique, Maputo, vive com euforia a vitória do Benfica na Liga, com as ruas da baixa entupidas e muito adeptos a dançar e a cantar. 

A capital moçambicana viveu hoje à noite com euforia a vitória do Benfica na Liga portuguesa de futebol, com as ruas da baixa entupidas e muito adeptos a dançar e a cantar, especialmente na Av. 25 de Setembro.    Centenas de carros e bandeiras do Benfica, buzinas, "very lights", cachecóis, camisolas e os gritos em coro de "campeões, campeões, nós somos campeões", tornaram encarnada a baixa de Maputo depois da vitória da equipa da Luz, frente ao Rio Ave.    Na baixa, apesar de muitos portugueses, eram os adeptos moçambicanos quem mais festejava, além de uma grande quantidade também de elementos da comunidade indiana.    No "Eagle Bar", numa das ruas paralelas da 25 de Setembro, o jogo foi visto essencialmente por moçambicanos negros e indianos mas eram os primeiros os mais eufóricos. 

"O meu país é o Benfica" 

"Eu estou aqui perdido em Moçambique, mas o meu país é o Benfica". Frases como esta ditas ao longo da partida, substituídas por uma ritmada "o Sporting já morreu, o Porto está de luto, o Benfica é campeão", quando se aproximava a o final da partida.    Pelo meio, muitas palmas, muitos gritos de golo sempre que a equipa do Benfica se aproximava da baliza do Rio Ave, muita cerveja e abraços.   Muito mais emotivos do que os portugueses, os moçambicanos fizeram a festa desde o início do jogo e, mesmo quando o Rio Ave, marcou não desarmaram. Perante os comentários de uma adepta do FC Porto, de que o Benfica ainda ia perder, logo alguém ripostou: "o Benfica não perde nem que os chineses tenham todos os olhos... abertos".    Quase no final do jogo, outro adepto do FC Porto teimou em meter-se na frente do ecrã onde passava o jogo, ficando por ali apesar de um amigo lhe gritar de longe: "sai daí... vão-te bater". Ninguém lhe bateu porque por essa altura também já poucos estavam sentados. 

"Vou dormir bem" 

A festa do título fez-se depois nas ruas de Maputo, em especial na 25 de Setembro, rapidamente cheia de trânsito apesar de o domingo ser, por norma, um dia de pouco movimento em Maputo.    Na semana passada, no mesmo "Eagle Bar", um adepto benfiquista que assistia ao Porto-Benfica, dizia: "se o Benfica ganhar vou dormir bem, amanhã vou acordar bem, mata-bichar bem, e vou trabalhar bem mesmo. Porque ser do Benfica é estar bem".    Hoje, em Maputo, vai dormir-se bem.    *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.