Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Fernando Gomes quer um Tribunal Desportivo

Sucessor de Hermínio Loureiro na Presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) tomou hoje posse daquele que considera ser o "maior desafio" da sua carreira profissional.

O novo presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Fernando Gomes, exigiu hoje a criação de um tribunal desportivo em Portugal, na tomada de posse dos novos órgãos sociais do organismo, que se seguiu às eleições.

No Porto, Fernando Gomes, eleito com 38 votos a favor e três abstenções (faltaram ao ato eleitoral FC Porto, Sporting de Braga, Nacional e Carregado), considerou a presidência da LPFP o "maior desafio" da sua carreira profissional e, não escondendo ser portista, disse não estar condicionado por ninguém e garantiu querer um "futebol no tempo da liberdade".

"Podemos, sem hesitações e sem medo, avançar, num curto espaço de tempo, para a criação de um Tribunal Desportivo que seja a instância máxima de defesa dos agentes desta e de outras modalidades. Mas não conseguiremos sozinhos este objetivo. O Estado e o Governo não podem dizer que não. O futebol profissional exige a criação de um tribunal desportivo em Portugal", disse Fernando Gomes.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.