Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Despedida gloriosa de Henrik Larsson

Manchester voltou a vencer Lille e segue para os "quartos". Bayern e Milão também apurados, enquanto o Arsenal foi surpreendido pelo PSV.

As grandes competições consagram os grandes jogadores. Sempre foi assim, e sempre será. E estes, quando são grandes, são-no até ao fim. Foi assim com Henrik Larsson.

O sueco, que o Helsinborgs emprestou ao Manchester United durante três meses, despediu-se da Liga dos Campeões em estilo, apontando o golo da vitória dos "red devils" frente ao Lille, após centro da esquerda de Cristiano Ronaldo.

O United já tinha vencido na primeira-mão por 1-0, mas Larsson fez questão de deixar a sua marca na despedida, e assim foi. O ex-jogador do Celtic e do Barcelona fecha assim um ciclo recheado de triunfos e de golos, de um jogador carismático que dificilmente será esquecido.

Larsson vai, agora, voltar ao Helsinborgs, para, como prometeu na saída do Barcelona, passar mais tempo com a família, agora que está na fase final da sua carreira. Mas vai deixar, certamente, saudades.

Arsenal K.O.

Nos outros jogos do dia, as surpresas continuaram. Depois do afastamento do Barcelona, do Lyon e do Inter, foi a vez do Arsenal dizer adeus à prova onde o ano passado foi finalista.

Os "gunners" impediram, também, o pleno das equipas inglesas, depois da passagem do Chelsea, do Liverpool e do Manchester United. A equipa londrina até esteve a vencer, graças a um auto-golo de Alex, aos 58 minutos. Mas, a apenas sete minutos do final, o mesmo Alex voltou a marcar, desta vez na baliza certa, e colocou o PSV nos quartos-de-final.

No jogo do dia, Bayern de Munique e Real Madrid deram continuidade ao espectáculo da primeira-mão. À vitória do Real, no Bernabeu, por 3-2, o Bayern respondeu com um 2-1 no Alianz Arena, que coloca os bávaros na próxima ronda.

Makaay abriu o marcador aos 8 segundos de jogo. Exacto: oito segundos. Lúcio fez o 2-0 aos 66, e o melhor que os merengues conseguiram foi reduzir para 2-1, por Van Nistelrooy, de penalty, aos 83 minutos.

Afastado da Champions, o Real vê a crise acentuar-se e, agora, resta mesmo apenas a Liga espanhola para salvar a época de Capello e companhia.

Por último, o Milan venceu o Celtic por 1-0, após prolongamento, e também segue em frente.

A antiga equipa de Rui Costa mostrou, mais uma vez, que anda com a moral em baixo e, após 180 minutos sem golos frente ao Celtic, Kaká conseguiu, ao terceiro minuto do tempo extra, fazer balançar as redes de Boruc e, assim, colocar a formação milanesa nos quartos-de-final da prova.

Assim, Milan, Bayern Munique, PSV e Manchester United juntam-se a Valência, Chelsea, Roma e Liverpool na corrida ao título mais desejado do futebol europeu.

LIGA DOS CAMPEÕES

. Bayern Munique – Real Madrid, 2-1 (2-3)*

. Manchester United – Lille, 1-0 (1-0)*

. Arsenal – PSV, 1-1 (0-1)*

. Milan – Celtic, 1-0 (a.p.) (0-0)*, 19h45

*Entre parênteses o resultado do jogo da primeira-mão