Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Dakar disputa-se em 2008 com África banida do trajecto

O maior rali do mundo vai mudar de nome para "Dakar Series" e realizar-se ainda este ano, na Europa e na América do Sul, segundo a televisão espanhola TVE. João Lagos garante, contudo, que a decisão final ainda não é conhecida.

 A decisão final quanto ao futuro do rali todo-o-terreno Lisboa-Dacar vai ser tomada durante a próxima semana, disse hoje à Agência Lusa fonte da Lagos Sports.  

"A última informação que dispunha é que uma decisão só será tomada para a semana", disse a mesma fonte, acrescentando que as recentes informações de que o Dacar passaria a ser disputado em três fases, reveladas na noite de sexta-feira pela televisão espanhola TVE, não passam de meras hipóteses.

A fonte da Lagos Sports adiantou ainda que as hipóteses quanto ao futuro do Dacar ainda são várias e que a decisão final, a ser anunciada pela Amaury Sports Organisation (ASO), entidade organizadora, apenas será tomada durante a próxima semana.

Já na quinta-feira, a ASO tinha dado conhecimento de que ainda não tinha decidido o futuro do rali Dacar e garantiu, através de uma porta-voz da empresa, que até ao final desta semana não haveria novidades.

A TVE anunciou na noite de sexta-feira que o Dacar deixaria definitivamente o território africano e iria disputar-se na Europa e América do Sul, passando a sua designação para Dacar Séries.

Neste novo formato, a prova teria o seu início em Abril, numa ligação entre a Hungria e a Roménia, depois teria a segunda parte na Península Ibérica, em Setembro, com partida de Lisboa e chegada a Espanha, enquanto a terceira e última fase seria disputada na América do Sul, saindo a 03 de Janeiro de 2009 de Buenos Aires, passando pelo Chile e com chegada novamente na capital argentina.

A 30ª edição da mais importante prova de todo-o-terreno mundial foi anulada a 04 de Janeiro, véspera da largada de Lisboa, por alegadas faltas de condições de segurança no trajecto do rali.



 

  • As consequências do cancelamento da 30.ª edição e o futuro próximo do rali vão estar sobre a mesa de muitas reuniões envolvendo a organização, o parceiro português e os patrocinadores.

  • Dakar 2009 é incerteza

    Um dia após o cancelamento da 30ª edição do Lisboa-Dakar, organizadores portugueses e franceses estiveram reunidos para "avaliar e minimizar danos", mas prognósticos sobre a eventual realização da prova em 2009 ainda são "prematuros".

  • Adeus Dakar ou só até à vista?

    Invocando a possibilidade de ataques terroristas, o Governo francês desaconselhou a realização do Lisboa-Dakar. A organização, igualmente francesa, acatou a sugestão e cancelou a prova, Mas muitas perguntas permanecem sem resposta.