Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Cristiano Ronaldo foi 'o maior'

A assinatura do futebolista português ficou devidamente registada nas estatísticas mais marcantes da edição 2007/08 da Liga 'milionária'. (Veja a fotogaleria no fim do texto)

À condição de melhor marcador da edição 2007/08 da Liga dos Campeões - que já detinha e reforçou com o golo marcado na 1ª parte da final com o Chelsea, aumentando para 8 o seu total -, Cristiano Ronaldo juntou ontem, ainda, a eleição de 'melhor jogador', numa votação on-line promovida pela UEFA.

Já anteriormente designado melhor jogador e marcador do campeonato inglês, Ronaldo ajudou assim o Manchester United a regressar às vitórias na Liga dos Campeões, nove anos decorridos sobre o último triunfo, e fechou uma época de ouro devidamente evidenciada noutras estatísticas globais da UEFA.

No que respeita ao melhor goleador da prova, o nr. 7 do campeão inglês e europeu deixou atrás de si uma guarda de honra de respeito, formada por quatro estrelas: Gerard e Torres (Liverpool), Messi (Barcelona) e Drogba (Chelsea), todos autores de seis golos.

O futebolista originário da Madeira foi ainda o segundo melhor do torneio ao nível dos remates para fora, com um total de 20 tentativas, atrás de Drogba, com 21, e à frente do seu colega da selecção nacional Ricardo Quaresma (FC Porto), com 16.

Quanto aos remates certeiros mas que não puderam ser festejados, o português foi o 3º melhor com 18, tantos quantos os do brasileiro Juninho Pernambucano (Lyon), mas que por ter jogado menos tempo ficou em 2º lugar. Neste domínio, a liderança foi ocupada por Drogba, com 22 tentativas.

Por fim, e na contabilidade que nenhum artista, seguramente, deseja liderar, Cristiano Ronaldo foi ainda o futebolista que sofreu mais faltas (45). Ficou outra vez à frente de Quaresma, alvo de 41 infracções sancionadas pelos árbitros, enquanto o terceiro mais sacrificado foi Aurélio (Fenerbahçe), com 39.