Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Bruno de Carvalho, o "herói dos momentos difíceis"

Bruno Roseiro, autor do livro, Bruno de Carvalho e Eduardo Marçal Grilo, que apresentou a obra

Pedro Nunes/Lusa

Mais de 200 páginas relatam o trabalho do presidente do Sporting, que num ano levou o clube da pior classificação de sempre à 'Champions'. Mas o próprio reconhece que "ainda há muito para fazer".

João Oliveira

"Se um herói é aquele que surge nos momentos mais difíceis, então essa é a palavra certa para descrever Bruno de Carvalho". Assim começou a apresentação do livro "Bruno de Carvalho: O presidente sem medo", feita quinta-feira por Eduardo Marçal Grilo. num hotel em Lisboa.



"Este livro não é apenas sobre um ano de mandato de um dirigente desportivo, os factos relatados pelos capítulos mostram como o mundo futebol necessita de novos protagonistas com mais personalidade" foi a passagem do prefácio, escrito por Daniel Sampaio, escolhida para espelhar a essência das mais de 200  páginas que compõem a obra, apresentada pelo antigo ministro da Educação.

O caminho até à presidência de um dos grandes do futebol nacional, o projeto que edificou para tirar o Sporting de um beco que parecia não ter saída, as remodelações, as relações cortadas com o FC Porto, o caso Bruma, o homem e o futuro leonino são analisados pelo ex-jornalista do Expresso e autor do livro, Bruno Roseiro.

Sem desvendar os muitos episódios relatados no livro, Bruno de Carvalho disse que o Sporting está "novamente no caminho certo" e garantiu que o seu esforço e dedicação desde que chegou à liderança 'leonina' foram a chave para vencer um legado que tinha tornado o Sporting num "clube já esquecido".



"A verdade é que o Sporting, hoje, fala a uma só voz. O nosso trabalho tem mostrado resultados bastante positivos, mas a verdade é que ainda há muito trabalho a fazer para que o clube volte a ser o Grande que todos conhecemos", concluiu.