Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Benfica tem 40% de hipóteses de ser campeão no Dragão

O Benfica tem 40% de hipóteses de sagrar-se campeão nacional no estádio do Dragão, tendo em conta as vezes que pontuou em 75 jogos na casa do rival.

O Benfica tem 40% de hipóteses de sagrar-se campeão nacional de futebol no Estádio do Dragão, tendo em conta as vezes que pontuou em 75 jogos na casa do rival.

Em muitos e longos anos de história é esse o resultado de 12 vitórias (16 por cento) e 18 empates (24 por cento) alcançados na casa do rival, que na sua contabilidade tem "maioria absoluta", com 45 triunfos (60 por cento).

A precisar no mínimo de um empate para conquistar domingo o 32.º título de campeão nacional da sua história, as possibilidades do Benfica aumentam, se comparadas com as vezes em que conseguiu sair do estádio do rival com um triunfo.

Em pouco mais de 75 anos de jogos para o campeonato, sob várias designações (I Liga, Campeonato Nacional, Superliga ou Liga), coube ao FC Porto reinar na sua casa, fosse ela o Estádio do Lima, o Campo do Ameal, o Campo da Constituição, as Antas ou o Dragão.

Mas se as probabilidades do Benfica sair no domingo coroado do Estádio do Dragão aumentam ao ter-se em conta um passado mais longínquo, também é verdade que estas diminuem se o "filtro" se colocar na estatística mais recente.

Hipóteses diminuem considerando apenas com os jogos mais recentes

Com base nos últimos dez, ou mesmo 20 jogos a contar para a Liga, as hipóteses dos "encarnados" pontuarem diminuem para 30%.

Nos últimos dez confrontos o Benfica venceu dois, empatou quatro e perdeu 14, e nos últimos dez esses números diminuem para metade (uma vitória, dois empates e sete derrotas).

Outro olhar sob a mesma realidade e que aumenta as hipóteses do Benfica, à luz da história e da estatística, é quando a análise se centra apenas nos jogos no estádio do Dragão, um dos recintos construídos de raíz para o Euro2004.

Em cinco jogos na sua "nova casa" o FC Porto venceu apenas dois, empatou outros dois e perdeu um, o que deixaria as "águias" com maioria (60%) suficiente para se sagrar campeão.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.