Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

Alemanha campeã do mundo de andebol

"Maanschaft" venceu a Polónia na final por 29-24, deixando o país em festa. Dinamarca fechou o pódio depois de bater a França.

A Alemanha sagrou-se ontem campeã do mundo de andebol, ao vencer a Polónia, na final, por 29-24. A equipa da casa conseguiu, assim, o terceiro título da sua história, depois das vitórias em 1938 e 1978, e o segundo conquistado perante os seus adeptos. Em 1938, no primeiro mundial de andebol de sete, a "maanschaft" também venceu o torneio por si organizado.

Agora, quase 70 anos depois, nova proeza. Para não variar, a arena de Colónia encheu-se e 20 mil vozes ajudaram a Alemanha a vencer a Polónia, equipa com quem tinham perdido na primeira fase da prova.

Na final, os germânicos estiveram sempre em vantagem. Apenas a meio da segunda parte a Polónia pôs em causa a superioridade alemã, chegando aos 22-21. Mas a equipa de Heiner Brand voltou a descolar e o resultado final de 29-24 deixa bem patente a superioridade demonstrada dentro do terreno de jogo.

Torsten Jensen, com oito golos, e Pascal Hens, com seis, foram os melhores marcadores alemães, que contaram com (mais uma) grande exibição do guarda-redes Henning Fritz, a que ainda juntaram a inspiração do "guardião" suplente Johannes Bitter, que entrou para o lugar de Fritz durante a segunda parte, por lesão do número um da "maanschaft".

Dinamarca de bronze

Com a Alemanha a suceder à Espanha como campeã do mundo, e a Polónia a conseguir a medalha de prata e a sua melhor classificação de sempre, restava um lugar no pódio, a disputar por França e Dinamarca.

Os dinamarqueses levaram a melhor, vencendo por 35-27. Um jogo que mostrou uma equipa francesa muito abaixo do seu real valor. Tal como aconteceu com a Espanha, depois de perder com a Alemanha, a França não conseguiu reagir, sendo derrotada por uma Dinamarca que realizou um excelente mundial.

Nos outros jogos do fim-de-semana, a Croácia venceu a Rússia, e garantiu o quinto lugar, enquanto a Espanha bateu a Islândia, e confirmou o sétimo posto, e a última vaga para o torneio pré-olímpico. As equipas apuradas foram, assim, Alemanha, Polónia, França, Dinamarca, Croácia, Rússia e Espanha.

Num balanço final, Campeonato do Mundo foi um sucesso a todos os níveis. Desportivamente, os espectáculos corresponderam às expectativas e a organização foi perfeita, o que, tudo junto, fez do torneio o melhor de sempre.

Também em termos mediáticos o sucesso foi conseguido. As televisões tiveram audiências máximas com os jogos do torneio, numa cobertura que chegou a 150 países.

A festa do andebol terminou, em festa, com o povo na rua a saudar a equipa vencedora.