Siga-nos

Perfil

Expresso

Tribuna

2 mil polícias na final da Champions

Mais de 2 mil agentes da polícia vão trabalhar na segurança da final da Liga dos Campeões, que Inter de Milão e Bayern de Munique disputam hoje (19h45) em Madrid, anunciou o Ministério do Interior de Espanha.

Mais de 2000 agentes da polícia vão trabalhar na segurança da final da Liga dos Campeões de futebol, que Inter de Milão e Bayern de Munique disputam hoje em Madrid, anunciou o Ministério do Interior de Espanha. 

Segundo um comunicado do ministério, o dispositivo policial, que inclui 200 veículos e 40 agentes a cavalo, tem como objetivo "garantir o bom desenrolar deste evento de repercussão mundial". 

O diário desportivo "As" afirma que as autoridades esperam que a capital espanhola acolha cerca de 120 000 visitantes, apesar de o estádio Santiago Bernabéu, onde a partida se joga a partir das 20:45 (19:45 em Lisboa), ter capacidade para apenas 80 000 espetadores. 

O jornal adianta que os adeptos viajam para Madrid por estrada, de comboio e de avião, estando prevista a aterragem de 830 voos especiais na capital espanhola. 

Espanha quer deixar boa imagem

De acordo com o "As", além dos 2000 agentes da polícia, outras 2000 pessoas trabalharão na segurança da final, entre polícias municipais, vigilantes, socorristas e bombeiros. 

O Ministério do Interior frisou que, com esta final, a Espanha torna-se "uma grande montra" e as autoridades querem dar uma boa imagem do país em termos de segurança e mostrar de novo a sua capacidade para organizar grandes eventos com sucesso. 

A boa imagem da Espanha neste aspeto é tanto mais importante quanto o país concorre à organização do Mundial de futebol de 2018 ou 2022, em conjunto com Portugal, e Madrid pode ser candidata à organização dos Jogos Olímpicos de 2020, depois de ter perdido os de 2016 para o Rio de Janeiro.

A final entre Mourinho e Van Gaal

José Mourinho e o seu Inter de Milão e Louis Van Gaal e o Bayern de Munique, buscam a conquista do terceiro título da temporada na final da Liga dos Campeões em futebol. 

Além do tão ambicionado "triplete", estarão frente a frente dois dos mais fortes "egos" do futebol europeu, com Mourinho apostado em mostrar que os tempos de "pupilo" de Van Gaal no FC Barcelona são coisa do passado.

Tanto o treinador português, de 47 anos e que se manteve no "Barça" entre 1997 e 2000 - mesmo após o mentor inglês Bobby Robson ceder o posto ao holandês -, como Van Gaal, de 58, já conquistaram campeonato e taça, na Itália e na Alemanha, podendo juntar-lhes agora a suprema glória europeia, algo que nenhum clube transalpino ou germânico jamais conseguiu. 

De resto, só FC Barcelona (2009), Manchester United (1999), Celtic de Glasgow (1967) e PSV Eindhoven (1988) alcançaram tamanho feito. 

Último jogo de Mourinho no Inter de Milão?

A carreira de cerca de nove anos e meio de Mourinho rendeu 16 grandes troféus em três países, com o recente bicampeonato transalpino, e os "tiffosi" milaneses confiam na reedição dos êxitos continentais de 1964 e 1965, nesta sua quinta presença na final da mais importante prova europeia. 

O jogo do Estádio Santiago Bernabéu pode, contudo, ser o último de Mourinho pelo Inter e o primeiro de muitos do setubalense na casa do Real Madrid, uma vez que é dado como provável sucessor do técnico chileno Manuel Pellegrini no comando dos "merengues". 

O treinador holandês, tal como Mourinho com o FC Porto (2004), já conquistou uma "Champions", com o Ajax (1995), e quem vencer em Madrid junta-se ao austríaco Ernst Happel (Feyenoord e Hamburgo) e ao alemão Ottmar Hitzfeld (Borussia Dortmund e Bayern Munique) como técnicos campeões europeus por clubes diferentes. 

A equipa bávara, pela oitava vez numa final da maior competição continental, pode mesmo igualar os cinco títulos do Liverpool, caso reedite as suas conquistas de 1974, 1975, 1976 e 2001. 

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.

Acompanhe minuto a minuto a final da Liga dos Campeões entre Inter de Milão e Bayern Munique no gráfico animado do Expresso AQUI.