Siga-nos

Perfil

Expresso

Ócio

FarmVille ameaça abandonar Facebook

Responsáveis do FarmVille e Facebook não se entendem quanto a novo acordo sobre as receitas - rede social quer 30% das transações feitas; o jogo ameaça sair da plataforma.

João Oliveira (www.expresso.pt)

A mais recente desavença entre o Facebook e a Zynga, empresa proprietária do FarmVille pode levar ao corte das relações entre os dois parceiros. Em causa está o novo acordo que o Facebook pretende impor às aplicações alojadas na rede social: 30% das transacções feitas através da plataforma social devem reverter para o Facebook.

Segundo o site de tecnologia TechCrunch, a Zynga está a preparar-se para a guerra com o Facebook. Apesar disso, a tensão entre as duas companhias já vem desde o ano passado, quando o Facebook limitou as notificações das aplicações, que enchiam as timelines dos utilizadores daquela rede social. Esta limitação representou uma descida de cerca de 20% de acessos à aplicação.

Além de querer reter 30% das transacções feitas através da sua plataforma - para a compra de créditos virtuais, utilizados nos jogos online - o Facebook pretende assinar um acordo de longo prazo com a Zynga, com vista a manter os jogos online desta companhia exclusivamente na plataforma Facebook.

Durante as negociações deste acordo, o Facebook tomou algumas medidas para prejudicar a Zynga, como o cancelamento das notificações, e já ameaçou retirar permanentemente alguns dos jogos da Zynga.

Já é possível jogar fora do Facebook

A produtora de jogos online já tomou algumas medidas para se distanciar do Facebook, como o lançamento do jogo no portal FarmVille.com e tem-se esforçado por obter os endereços de email dos seus utilizadores, de forma a conseguir comunicar com eles fora da plataforma Facebook.

Recentemente, o CEO da Zynga, Marcus Pincus, informou os trabalhadores da companhia para se prepararem para a eventualidade de uma ruptura com o Facebook.

O FarmVille é uma das razões por que o Facebook recebe tantas visitas diárias actualmente, que lhe permitiram ultrapassar a Google.

Uma "febre" com 83 milhões de seguidores

O FarmVille tem sido a grande sensação do Facebook nos últimos tempos. Lançado em Junho de 2009, a aplicação da Zynga, que permite ao utilizador manter uma quinta virtual, conta com cerca de 83 milhões de jogadores activos e quase 24 milhões de fãs da aplicação no Facebook. Esta quantidade de jogadores de FarmVille representa 20% dos utilizadores do Facebook e 1% da população mundial.

Com esta quinta virtual, o utilizador pode cultivar, plantar e colher todo o tipo de vegetais, frutas, árvores ou flores, bem como criar várias espécies de animais, como vacas, cavalos, cabras e até pinguins e tartarugas, animais que dificilmente se veriam numa quinta a sério.

No jogo, o objectivo é subir de nível, ganhando pontos de experiência e dinheiro virutal (em moedas e notas), e assim comprar mais produtos e expandir a quinta, comprando mais espaço livre para cultivar e criar os animais.

Existe ainda uma série de edifícios que, para além de abrigarem alguns dos animais, também dão pontos de experiência, permitindo assim a subida de nível. São disso exemplo as vacarias, os estábulos ou os galinheiros.

Há também edifícios de habitação, desde pequenas cabanas a majestosas vilas; edifícios de armazenamento e até edifícios de edições comemorativas, como os castelos do dia de São Patrício (feriado irlandês) ou a Torre Eiffel, que pretende celebrar o dia dos namorados.

Além do FarmVille, a Zynga detém outros jogos online na rede social Facebook, tais como o Mafia Wars, entre outros.