Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Comediante Andy Kaufman pode ter fingido a própria morte

Andy Kaufman morreu em 1984, mas o irmão do comediante norte-americano diz que, afinal, ele pode estar vivo e escondido.

A discussão sobre a morte de Andy Kaufman não é nova - tem apenas rival nas teorias que defendem que o cantor Elvis Presley ainda estará vivo -, mas ganhou novo fôlego na quarta-feira, quando o irmão, Michael, revelou um plano que o comediante norte-americano poderá ter elaborado para fingir a própria morte.

Andy Kaufman, mais conhecido por ser 'Latka Gravas' na série "Taxi", morreu em 1984, ao sofrer de insuficiência renal, depois de lhe ter sido diagnosticado um cancro, aos 33 anos. O certificado da morte do ator pode inclusive ser visto online, comprovando o seu falecimento a 16 de maio de 1984.

Esta semana, contudo, na 9ª cerimónia dos prémios Andy Kaufman, destinados a distinguir jovens comediantes, Michael Kaufman revelou que tinha encontrado no arquivo do irmão um plano para fingir a sua morte, apontando um encontro no seu restaurante preferido para a véspera do Natal de 1999.

No dia em questão, Andy não apareceu, segundo Michael, mas enviou uma carta a confirmar que estava vivo e que se tinha escondido para viver em privado com a namorada e com a filha.

"Um ótimo pai que fica em casa, cozinha e toma conta da casa"

Foi precisamente a alegada filha, de 24 anos, que, depois, subiu ao palco na cerimónia da entrega dos prémios, para explicar que Andy Kaufman é "um ótimo pai que fica em casa, cozinha e toma conta do lar", segundo disse a jovem, que não foi identificada.

"Foi por isso que ele quis afastar-se do mundo do espetáculo", acrescentou. "Não sei quanto tempo mais poderá continuar afastado. Ele está mesmo a pensar em regressar. Acho que há algo nele que precisa disto", explicou a jovem.

A incrível história da "ressurreição" deixou as redes sociais em frenesim, especialmente os fãs de Kaufman, mas a história esfriou quando, quinta-feira, o site de entretenimento "The Smoking Gun" revelou que a alegada filha não passa de uma atriz nova-iorquina, chamada Alexandra Tatarsky, e que não tem qualquer relação familiar com o comedidante.

Mais tarde, a ex-namorada de Kaufman, Lynne Margulies, também disse ao site TMZ que tudo não passava de uma farsa, uma vez que viu o namorado morrer "no hospital" e que Kaufman só tinha uma filha, agora já com mais de 40 anos.