Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Filipe Carvalho vence Emmy para melhor genérico por “Counterpart”

FREDERIC J. BROWN/GETTY IMAGES

Com direção criativa de Karin Fong, Filipe Carvalho foi assim distinguido na cerimónia que pretende premiar os “excecionais feitos artísticos e técnicos” e que marca o arranque da temporada dos prémios da televisão Emmy, que culmina no próximo domingo com a cerimónia dos Emmy, em Los Angeles

O português Filipe Carvalho venceu, no sábado à noite, um prémio Emmy das Artes Criativas, enquanto parte da equipa que desenhou o genérico da série “Counterpart”, da Starz.

Com direção criativa de Karin Fong, Filipe Carvalho foi assim distinguido na cerimónia que pretende premiar os “excecionais feitos artísticos e técnicos” e que marca o arranque da temporada dos prémios da televisão Emmy, que culmina no próximo domingo com a cerimónia dos Emmy, em Los Angeles.

Em declarações ao "Diário de Notícias", Filipe Carvalho classificou a experiência de “única”, reconhecendo que “não era esperado”.

"Ainda estou a digerir o facto de termos ganho um Emmy. É uma sensação estranha, mas boa. (…) E agora estar em Los Angeles, pela primeira vez, ir aos Emmy Awards, ser nomeado e ganhar, fazer parte do universo, ter o reconhecimento e a aceitação dos meus pares, é estranho, mas é bom", disse Filipe Carvalho, citado pelo jornal.

Na cerimónia, a série “Star Trek” foi distinguida com o prémio dos Governadores, entregue às estrelas do primeiro momento da saga e do mais recente: William Shatner e Sonequa Martin-Green.

Segundo o comunicado da organização, no total, a série “Guerra dos Tronos” recebeu sete prémios Emmy, enquanto “American Crime Story: O Assassinato de Gianni Versace” venceu quatro, ficando “Atlanta”, “The Crown”, “The Handmaid’s Tale”, “The Marvelous Mrs. Maisel”, “Black Mirror” e “Westworld” com três cada.

O Emmy atribuído a "Counterpart" foi o único recebido pela série protagonizada por J.K. Simmons.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, felicitou Filipe Carvalho, afirmando que o premiado “tem mostrado a sua inventividade em diversos filmes e séries televisivas”.

“Em produções nacionais, coproduções ou produções estrangeiras, os artistas e técnicos portugueses de cinema continuam a merecer o reconhecimento internacional da sua classe”, refere ainda a nota do chefe de Estado, disponível no 'site' da Presidência da República.