Siga-nos

Perfil

Expresso

Costa de calças na mão

A política é uma arte performativa, cheia de regras, códigos e mensagens visuais. Num país em que o poder ostenta uma grande formalidade e em que há ressentimentos com a ex-potência colonial, a imagem de um comportamento displicente é a mais insultuosa de todas

Muito bem está um país quando o seu problema são as calças do primeiro-ministro. Se mais nada estivesse em causa, seria este o meu único comentário sobre a polémica de ontem, quando António Costa foi recebido em Luanda com toda a pompa e circunstância e estava sem gravata e de calças de ganga. Tivemos momentos bem mais infelizes do que este nas relações diplomáticas com Angola. Como aquele em que o ministro dos Negócios Estrangeiros de Passos Coelho, Rui Machete, pediu desculpas por uma investigação judicial, criando um equívoco sobre os termos das relações entre dois Estados soberanos.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito para Assinantes ou basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso, pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido